Conectado por

Rondônia, domingo, 26 de setembro de 2021.



Exame

Covid-19: Brasil tem 656 novas mortes e se aproxima de 580 mil vítimas


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Brasil registrou média móvel de 687 mortes diárias pela covid-19 neste sábado, 28. Em 24 horas, foram confirmados 656 mortes pela doença, segundo o consórcio dos veículos de imprensa.

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é a menor registrada em um sábado desde 26 de dezembro de 2020, o que especialistas apontam sobretudo como resultado positivo da vacinação.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Tenha acesso ilimitado às principais análises sobre o Brasil e o mundo. Assine a EXAME.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias de Saúde das unidades federativas, em balanço divulgado às 20h.

Os números de internações têm caído no Brasil, mas especialistas alertam para a necessidade de manter medidas para evitar o contágio, como o uso de máscara e o distanciamento social.

O número total de óbitos também se aproxima das 580.000 pessoas que perderam a vida para a doença. Até este sábado, o total chegava a 579.052 mortos no Brasil, o segundo país com mais vítimas do mundo, atrás dos Estados Unidos.

Em casos, foram 23.155 neste sábado, e o total chega perto de 21 milhões de infectados.

Especialistas têm alertado que a redução dos números da Síndrome Respiratória Aguda Grave estagnou e que a disseminação da variante Delta é preocupante.

Mesmo após a aplicação da segunda dose, é necessário que a população tome cuidados de prevenção, como priorizar o distanciamento social, os ambientes ventilados e o uso de máscaras bem vedadas.

Vacinação

Nas últimas 24 horas, foram aplicadas quase 580.000 primeiras doses da vacina, 525.000 segundas doses e 3.714 doses da vacina da Janssen, de dose única.

Mais de 187 milhões de doses da vacina contra a covid-19 foram aplicadas no Brasil até agora, e ao todo, 230 milhões já foram distribuídas aos estados para aplicação.

O Ministério da Saúde também divulgou que, até este sábado, mais de 1 milhão de doses de vacina contra a covid-19 haviam sido aplicadas nos adolescentes entre 12 e 17 anos.

O Brasil tem mais de 20 milhões de adolescentes entre 12 e 17 anos, quase 10% do total da população brasileira.

Adolescentes, por ora, só podem ser vacinados com o imunizante da Pfizer, o único aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esse público.

Com a ampla adesão da população à primeira dose, o principal desafio do Brasil a partir de agora será garantir que os brasileiros completem a imunização com a segunda dose, que ainda tem percentual baixo na comparação com países que começaram a vacinar mais cedo.

(com Estadão Conteúdo)

  • Como o avanço da vacinação impacta os ativos? Invista com o apoio dos assessores do maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta no BTG

Fonte: Revista Exame

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook