Conectado por

Rondônia, terça, 09 de março de 2021.


Plural Saúde

G1

Profissionais de educação devem ter preferência na fila da vacina contra Covid-19, pede Gaepe-RO


Publicado por

em


A nota técnica foi assinada por representantes do Tribunal de Contas, Ministério Público de Contas, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça e Ministério Público do Estado de Rondônia. O Gabinete de Articulação para o Enfrentamento da Pandemia na Educação no Estado de Rondônia (GAEPE-RO), divulgou uma nota técnica argumentando que professores e funcionários de escolas devem ter preferência para receber a vacina contra a Covid-19. O documento é assinado por diversos órgãos de fiscalização e controle.
A nota pede que o estado adote providências para organizar a fila de vacinação dos docentes e demais profissionais da educação, com:
a identificação daqueles que fazem parte de grupos prioritários,
identificação dos que participam diretamente das atividades escolares presenciais,
e os que atuam junto a grupos populacionais de maior vulnerabilidade como: indígenas, quilombolas, ribeirinhos e estudantes da zona rural.
A nota técnica do GAEPE-RO justifica ainda que a educação é um direito de todos e dever do Estado, devendo ser promovida e incentivada com a colaboração da sociedade.
“Tendo em vista que o estado de Rondônia se encontra na região Norte do país, na qual tem circulado cepa do coronavírus, podendo essa variante ampliar os casos de contaminações por Covid-19, o GAEPE destaca que o poder público fica obrigado a, com maior urgência, adotar ações contundentes para evitar eventual conflito entre a garantia da segurança sanitária da população e a necessidade de retomada das atividades escolares presenciais, ainda que de forma híbrida e escalonada”.
O GAEPE-RO é formado por representantes do Tribunal de Contas, Ministério Público de Contas, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, Ministério Público de Rondônia, pelo Comitê Técnico de Educação do Instituto Rui Barbosa e Instituto Articule.
Plano de vacinação em Rondônia
Vacinação contra Covid-19 em Rondônia
Prefeitura de Vilhena/Divulgação
De acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, a imunização acontece em quatro etapas, obedecendo aos critérios logísticos de recebimento e distribuição das doses de vacinas do Ministério da Saúde. Nesse plano, os profissionais de educação estão na 4ª fase (veja abaixo).
População prioritária para vacinação contra a Covid-19:
1ª fase: trabalhadores de Saúde, pessoas de 80 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais que morem em asilos, pessoas de 75 a 79 anos, população indígena acima de 18 anos
2ª fase: pessoas de 60 a 64 anos, pessoas de 65 a 69 anos, pessoas de 70 a 74 anos
3ª fase: pessoas que apresentam alguma comorbidade, como: diabetes, hipertensão, doença pulmonar, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, transplantados, com anemia falciforme, câncer, com obesidade grave.
4ª fase: trabalhadores educacionais, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional.
Nesse ponto, a nota técnica n. 01/2021 do GAEPE-RO, fala sobre a importância de providências administrativas para assegurar a preferência na lista de vacinação aos profissionais da educação formal que atuam no ambiente escolar.
Volta às aulas
Sala de aula vazia
Elias Oliveira
Rondônia oficializou a abertura do ano letivo 2021 nesta segunda-feira (22). Segundo o governo as aulas presenciais nas escolas da rede estadual permanecem suspensas, porém já podem ser feitas remotamente a partir desta segunda. Desde março de 2020, quando a pandemia chegou em Rondônia, o poder executivo suspendeu as atividades presenciais.
Ponto a ponto, os argumentos pró e contra ao retorno das aulas presenciais em Rondônia
83% dos participantes dizem em audiência que não concordam com retorno das aulas presenciais em RO
Quanto às escolas municipais, cada prefeitura está responsável por decidir se haverá aulas presenciais em suas cidades.
O retorno das atividades está autorizado somente nas instituições de ensino privadas e devem acontecer de forma gradual, segundo o decreto em vigor.
VÍDEOS: Veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook