Giardinni SBS
Conectado por

Plural Saúde

G1

Jovem de 20 anos é assassinada com 4 tiros em Ji-Paraná, RO


Publicado por

em


Crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (5). Essa é a segunda morte violenta registrada na cidade em pouco mais de 24 horas. Jovem de 20 anos foi assassinada com quatro tiros em Ji-Paraná.
Marcello Zambrana/Agif/Estadão Conteúdo
Uma jovem de 20 anos foi assassinada com quatro tiros na madrugada desta quinta-feira (5) no bairro Jorge Teixeira, em Ji-Paraná (RO). Esse é a segunda morte violenta de uma mulher registrada na cidade em pouco mais de 24 horas. Não há informações sobre a localização do suspeito pelos disparos.
Segundo o boletim de ocorrência, a jovem estava conversando com amigos, quando uma pessoa se aproximou em uma motocicleta e efetuou sequenciais disparos na direção da vítima, que morreu ainda no local do crime.
Uma testemunha informou à polícia que, antes do assassinato, a jovem estava a todo tempo no celular ligando para algumas pessoas. Ela também relatava que iria embora da cidade.
O Corpo de Bombeiros chegou a comparecer na região, mas a jovem já estava sem vida. Além das perfurações pelos quatro disparos de arma de fogo, a vítima tinha um corte na mão esquerda.
O corpo foi encaminhado a uma funerária de plantão. Nenhum projétil dos disparos foi encontrado no local.
Segundo assassinato
Essa é a segunda morte violenta contra mulheres registrada em Ji-Paraná em pouco mais de 24 horas. Na última terça-feira (31), uma mulher de 31 anos também foi morta com oito tiros, no bairro Primaveira.
Segundo boletim, a Polícia Militar (PM) terminava de atender outro ocorrência no Bairro Primavera, quando os policiais ouviram vários disparos de arma de fogo na região. Os PM’s então seguiram sentido ao local dos disparos.
No percurso, os agentes encontraram um rapaz em uma motocicleta e o pararam. Após se questionado, o homem disse aos policias que também tinha ouvido os tiros e chegou a ver uma claridade dos supostos disparos.
Ao chegar no local, os policiais avistaram o corpo de Edeilda Silva. Foi constado que ela não tinha mais sinais vitais. A pericia técnica, funerária e a Polícia Civil foram acionadas.
No local do crime foram localizadas cerca de oito cápsulas de munições deflagradas (calibre 380) e aproximadamente três projéteis. No corpo da vítima haviam perfurações nos braços, perna esquerda e cabeça.
A Polícia Civil investiga ambos os casos, mas ainda não há informação se os suspeitos foram identificados ou presos.
Veja mais notícias do G1

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook