Giardinni SBS
Conectado por

Plural Saúde

G1

Polícia tenta prender chefe de quadrilha que matou dois PM’s em fazenda de RO


Publicado por

em


Gedeon José Duque, conhecido como Índio, já é considerado foragido da Justiça. No dia 3 de outubro, dois PM’s foram mortos a tiros em uma emboscada no distrito de Nova Mutum Paraná. Gedeon José Duque é procurado por suspeita de chefiar quadrilha de grileiros
Divulgação/Polícia Civil
A polícia de Rondônia está fazendo buscas pelo homem apontado como o chefe da quadrilha de grileiros que matou dois PM’s em uma fazenda de Porto Velho. Gedeon José Duque, conhecido como Índio, já é considerado foragido da Justiça.
Segundo investigação feita pela Polícia Civil, Gedeon é o principal suspeito de chefiar uma quadrilha que atua na grilagem de terra em Rondônia.
Gedeon e os grileiros fazem parte de uma organização criminosa que realiza diversos crimes na zona rural de Porto Velho, com treinamento e armamento de guerra utilizando fuzis e metralhadoras para prática de homicídios, torturas, incêndios e roubos.
Polícia de Rondônia prende cinco pessoas suspeitas de matar dois policiais
Durante a operação Ordo, realizada no último fim de semana no distrito de Nova Mutum Paraná, as forças de segurança de Rondônia prenderam cinco suspeitos e dezenas de armas, munições e rádios de comunicação usados pela quadrilha.
Porém, segundo a Polícia Civil, o chefe da quadrilha não foi localizado e já é considerado foragido da Justiça.
Quem tiver informações sobre o paradeiro de Gedeon pode denunciar pelo telefone, anonimamente, através do 190 da PM e 197 da Polícia Civil. O suspeito, no ano de 2015, chegou a ser condenado a 15 anos de prisão por homicídio.
Equipamento para comunicação por rádio foi encontrado na fazenda
WhatsApp/Reprodução
Morte de PM’s
No último dia 3 de outubro, o tenente da reserva José Figueiredo sobrinho pescava com amigos em uma propriedade rural quando foi identificado, torturado e morto por um grupo armado. Uma testemunha disse que os criminosos cometeram o crime após constatar que a vítima era militar.
A PM foi chamada e ao chegar na localidade para retirar o corpo de Figueiredo, houve um ataque por parte dos criminosos e o sargento Márcio Rodrigues da Silva foi alvejado e morto.
Por conta da intensidade do ataque, os policiais precisaram recuar e os corpos das vítimas só foram retirados em uma operação no domingo (4). Outros quatro militares ficaram feridos no ataque em que o sargento foi morto. Um deles segue internado na UTI.
Armas e rádio de comunicação são apreendidos em fazenda onde dois PM’s foram assassinados
Durante a operação do fim de semana, segundo a polícia, cerca de 300 invasores foram retirados da região da fazenda onde ocorreu o crime.
Polícia tenta prender criminosos que assassinaram dois policiais em Rondônia
Veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook