Laerte Gomes destacou que além da revisão do aumento, também sejam revistas as medições de consumo

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) esteve reunido com a deputada federal Silvia Cristina (PDT) na tarde desta quinta-feira (13) e pediu apoio da parlamentar contra o aumento abusivo da energia elétrica em Rondônia. O encontro aconteceu na Casa de Leis, onde os dois políticos também trataram de parcerias e outras demandas para o Estado. “Colocamos o Legislativo a disposição da deputada nas demandas que os rondonienses necessitam, mas principalmente desse tema que está incomodando muito a população rondoniense que é esse reajuste abusivo da energia, através da Energisa”, disse.

Laerte explicou que pediu à deputada que pressione a Aneel e o Governo Federal para que seja revisto o aumento. O presidente da Assembleia já programa uma visita à Brasília, juntamente com outros deputados, para fortalecer a bancada federal na pressão para que seja revisto o reajuste. “É inconcebível nós termos uma tarifa de energia altíssima, já que produzimos praticamente 12, 13% da energia do Brasil”, lamentou.

O presidente destacou que além da revisão do aumento, também sejam revistas as medições de consumo, que subiram bastante na última conta de milhares de rondonienses.

Silvia Cristina disse ao presidente da Assembleia que já vem atuando no combate ao aumento abusivo e explicou que na próxima semana a bancada federal estará reunida com o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque. “Foi uma audiência que a bancada pediu para deixar bem claro que não irá tolerar esse aumento abusivo. Individualmente também solicitei que ele se apresentasse à Câmara Federal para dar uma resposta com relação a reajuste que todo mundo está sofrendo”, afirmou.

A parlamentar agradeceu o empenho de Laerte Gomes em encampar a luta contra o reajuste e disse que na audiência com o ministro irá cobrar além de explicações, soluções rápidas. “Temos usinas e uma energia muito cara. A bancada está firme junto com os deputados estaduais nessa batalha”.