Conectado por


Jurídicas

Bradesco realiza exames médicos periódicos de forma inapropriada na agência de Ariquemes

Publicado por

em

Exame Bradesco

A agência do Bradesco no município de Ariquemes começou, na manhã desta segunda-feira, 17/12, a realizar o exame médico periódico ao seu corpo funcional, mas não está realizando esse procedimento de forma adequada.

De acordo com denúncias repassadas ao Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) os funcionários estão sendo atendidos pela médica do trabalho numa van, em um corredor do lado externo da agência, em um espaço muito estreito, que obriga o trabalhador a fazer os exames literalmente ‘no aperto’.

Para o Sindicato, essa é uma forma de desrespeito exatamente no momento em que o banco deveria zela pela saúde de seus funcionários, e que isso afronta ainda a pessoa humana.

Além disso há denúncias de que a avaliação da médica, em cópia entregue aos trabalhadores, não apresenta as especificações de cada exame, ou detalha suas restrições nas observações feitas no questionário respondido pelos funcionários.

“A avaliação final da médica diz apenas se o funcionário está ‘apto’ ou ‘inapto’. Não há, em nenhuma avaliação, as observações que deveriam ser incluídas em casos específicos, como os funcionários que possuem alguma doença ocupacional, e que seus laudos deveriam vir com as restrições profissionais que estes trabalhadores estão submetidos. O trabalhador ou está apto, está inapto ou está apto com restrições. Ou seja, quem tem LER/DORT não pode, por exemplo, estar executando tarefas de digitação contínua ou movimentos pesados e que comprometem a doença diagnosticada em outros exames, e nada disso é observado – e devidamente anotado – na avaliação final que é repassada pela médica”, descreve um funcionário da agência.