Tailândia recomeça operação de resgate de meninos presos em caverna

A operação de resgate dos meninos e um treinador de futebol em uma caverna inundada no norte da Tailândia recomeçou nesta segunda-feira (9), após uma longa pausa. No domingo (8), quatro dos 12 garotos foram retirados do local.

A missão desta segunda é trazer ao menos outros três adolescentes, conforme as etapas antecipadas por autoridades no final de semana. É possível, no entanto, que a equipe escolte 4 jovens de volta, com base no sucesso da operação do domingo.

Os mesmos especialistas que participaram da primeira etapa de salvamento no domingo (8) retornaram à caverna nesta segunda, para o 2º dia de salvamento. No entorno da montanha, ambulâncias e helicópteros esperam pelos garotos.

Dois helicópteros esperam perto da caverna (Foto: Sakchai Lalit / AP Photo)

Dois helicópteros esperam perto da caverna (Foto: Sakchai Lalit / AP Photo)

Os adolescente resgatados no domingo foram levados para o hospital da província de Chiang Rai e, segundo a “BBC”, estão em “perfeitas condições”.

“Foi um grande sucesso”, afirmou o governador e o coordenador da célula de crise, Narongsak Osottanakorn, sobre a primeira etapa do resgate.

Ambulância na área da caverna de Tham Luang (Foto: Ye Aung Thu / AFP Photo)

Ambulância na área da caverna de Tham Luang (Foto: Ye Aung Thu / AFP Photo)

Após a conclusão da primeira etapa, Osottanakorn informou que as equipes de resgate precisavam repor o estoque de oxigênio da caverna e anunciou uma pausa de 10 horas a 20 horas para se preparar para a operação desta segunda.

O início do resgate do grupo – composto de 12 garotos, de 11 a 16 anos, e do técnico, de 25 anos – foi anunciado na manhã de domingo (no horário local). O primeiro menino a deixar a caverna saiu às 17h40 (no horário local).

Policiais fazem a segurança no entorno da caverna Tham Luang, na Tailândia Ye Aung Thu / AFP (Foto: Ye Aung Thu / AFP)

Policiais fazem a segurança no entorno da caverna Tham Luang, na Tailândia Ye Aung Thu / AFP (Foto: Ye Aung Thu / AFP)

Após chegar à superfície, os meninos foram para um hospital improvisado, montado perto da caverna, onde passam pelos primeiros exames físicos. Depois, foram transferidos para o hospital. Eles não tiveram contato com a imprensa.

Narongsak Osatanakorn, governador de Chiang Rai e coordenador das operações de resgate de grupo preso em caverna na Tailândia (Foto: Sakchai Lalit / AP Photo)

Narongsak Osatanakorn, governador de Chiang Rai e coordenador das operações de resgate de grupo preso em caverna na Tailândia (Foto: Sakchai Lalit / AP Photo)

Osottanakorn afirmou que 90 mergulhadores – 50 estrangeiros e 40 tailandeses – participam da operação. Mais cedo, o governo havia afirmado que 18 mergulhadores, sendo 13 especialistas internacionais e cinco tailandeses experientes, conduziriam o grupo pelos trechos inundados da caverna Tham Luang, que está complemente no escuro.

A estimativa inicial é de que toda a operação, considerada complexa e perigosa, pode durar até 4 dias.

O governo antecipou que a viagem de volta começaria com um grupo de quatro meninos. Depois, segundo o “Bangkok Post”, dois grupos com três meninos devem deixar a galeria subterrânea. Por último, mais dois