O hábito de fumar narguilé teve origem na África e na Ásia há séculos, mas só se tornou um fenômeno mundial nas últimas décadas. Aclamada por muitos adolescentes, a prática é comercializada como uma opção saudável em comparação com os cigarros tradicionais, o que não é verdade. Um estudo da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) descobriu que apenas uma sessão de narguilé é pior que cigarro e gera diversos efeitos ao sistema cardiovascular.

Imagem relacionada

Entenda:

Narguilé é pior que cigarro

A Organização Mundial de Saúde (OMS) já se posicionou dizendo que “a fumaça do narguilé contém inúmeros tóxicos capazes de causar câncer de pulmão e doenças cardíacas”, o que foi confirmado pelo estudo da UCLA , publicado no American Journal of Cardiology.

Os pesquisadores analisaram os efeitos desta modalidade de fumo em 48 adultos jovens e saudáveis que não eram usuários dos cigarros tradicionais.

A amostragem teve sua frequência cardíaca, quantidade de nicotina no sangue e pressão arterial periférica e central medidas, além de uma métrica de rigidez arterial chamada “velocidade da onda de pulso carotídeo-femoral” e um índice de aumento da aorta. Todas estas análises podem indicar risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e outras doenças do gênero.

Danos cardiovasculares

Como resultado, foi descoberto que narguilé é pior que cigarro: apenas 30 minutos aumentam a freqüência cardíaca e a pressão arterial e elevam a rigidez arterial em grau comparável ao dano causado pelo fumo tradicional.

Os resultados do estudo assustou os cientistas, que alertaram que o narguilé é muito popular entre jovens devido à possibilidade de adicionar essências que o tornam ainda mais atrativo.