Conectado por

Rondônia, quinta, 08 de dezembro de 2022.

Mundo

Flórida se prepara para chegada do furacão Ian


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Faculdade Sapiens

Flórida se prepara para chegada do furacão Ian


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens


Logo Agência Brasil


Continua após a publicidade

Moradores do estado norte-americano da Flórida correm para colocar sacos de areia em volta de suas casas e estocar suprimentos de emergência, esvaziando as prateleiras das lojas, enquanto o furacão Ian gira em direção ao estado com ventos fortes, chuvas torrenciais e grande tempestade.

O caminho do Ian em direção à Flórida forçou a agência espacial norte-americana Nasa a retirar seu foguete lunar gigante Artemis 1 da plataforma de lançamento em Cabo Canaveral, depois de adiar a tão esperada missão pela terceira vez.

Ian era um furacão de categoria 2 na noite dessa segunda-feira (26), com ventos de mais de 160 quilômetros por hora e deve se intensificar antes de atingir Cuba. Os meteorologistas disseram que assim que Ian deixar a ilha, a tempestade pode atingir o norte de Tampa Bay, na sexta-feira (1º), ou virar para noroeste em direção à região ocidental da Flórida, conhecida como Panhandle, ou “cabo da panela”.

Notícias relacionadas:

Ian era um furacão de categoria 2 na noite dessa segunda-feira (26), com ventos de mais de 160 quilômetros por hora e deve se intensificar antes de atingir Cuba. Os meteorologistas disseram que assim que Ian deixar a ilha, a tempestade pode atingir o norte de Tampa Bay, na sexta-feira (1º), ou virar para noroeste em direção à região ocidental da Flórida, conhecida como Panhandle, ou “cabo da panela”.

O governo Biden declarou emergência de saúde pública no estado e disse que está trabalhando com autoridades locais para fornecer apoio.

A Flórida tem visto furacões mais úmidos, com ventos mais fortes nos últimos anos, o que os especialistas atribuem às mudanças climáticas. Também há evidências de que as mudanças climáticas estão fazendo com que as tempestades viajem mais lentamente, o que significa que elas podem despejar mais água em um só lugar.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade

Colégio Sapiens
google INSTITUTO MARIA AUXILIADORA

Últimas notícias

Facebook