Conectado por

Rondônia, quarta, 01 de dezembro de 2021.



G1

Distribuidora de energia fica com apenas R$ 20 de cada R$ 100 pagos pelos clientes


Compartilhe:

Publicado por

em


Restante dos recursos é direcionado para geração e transporte de energia e para o pagamento de impostos e contribuições, como a de iluminação pública. De cada R$ 100 pagos na fatura de energia, pouco mais de R$ 20 fica com a distribuidora de energia. O restante se divide entre geração e transmissão, ou seja, a entrega da eletricidade ao estado, que custa cerca de R$ 40, e os impostos e contribuições, que ficam com outros R$ 40. O diretor-presidente da Energisa, André Theobald, explica que as empresas de distribuição têm um papel importante para manter o equilíbrio do sistema elétrico, já que são as responsáveis por arrecadar os recursos e dividir entre os vários agentes.
Descomplicador explica divisão da tarifa de energia
Para ele, embora pareça uma questão muito técnica, é importante que as pessoas tenham conhecimento dessas regras do setor porque elas impactam, por exemplo, na capacidade de investimento da concessão. Por exemplo, a decisão do Grupo Energisa de quitar dívidas da empresa de Rondônia logo que assumiu sua gestão, há três anos, foi determinante para garantir que os investimentos de R$ 1,7 bilhão realizados nesse período fossem viabilizados.
“Quando chegamos em Rondônia, há três anos, a distribuidora tinha muitas dívidas, que tivemos que pagar logo nos primeiros dias. Uma das maiores era com a energia que chegava ao estado, que não vinha sendo paga. Isso fazia com que a concessão não pudesse contar, por exemplo, com recursos para investimentos”, lembra.
Uma das primeiras medidas da Energisa foi pagar essas dívidas. “A concessão corria o risco de não ter mais energia para distribuir”, diz, frisando que hoje a distribuidora está com todas as contas em dia. “Os impostos, por exemplo, são pagos antes mesmo de recebermos do cliente”, completa.
Parcelamento de faturas de energia e outros serviços estão disponíveis nos canais digitais
Com os cerca de 20% que fica da tarifa, Theobald explica que a empresa paga salários, fornecedores e faz investimentos. A renovação de frota, o investimento em um novo sistema de telecomunicação com as equipes e até o aumento no número de equipes, que melhoram a qualidade da energia, são resultado da aplicação desses recursos.
Diretor-presidente da Energisa fala sobre investimentos nos três primeiros anos da empresa em Rondônia
“O segredo de uma energia de qualidade para o cliente é a boa gestão. Isso acaba se refletindo no custo da energia também, já que a empresa ganha eficiência. Todo mundo ganha”, afirma.

Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Fonte: G1 Rondônia

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook