Conectado por

Rondônia, quarta, 01 de dezembro de 2021.



Geral

Governo de Rondônia lança projeto “Horticultura e Ressocialização” para contribuir com a capacitação produtiva de socioeducandos


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Na quarta-feira (3), o Governo de Rondônia, por meio da Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (Fease), sob coordenação da Unidade de Internação Masculina Sentenciada de Porto Velho (UIMS), realizou uma solenidade de abertura e apresentação do Projeto “Horticultura e Ressocialização” como forma de trabalhar a capacidade produtiva de socioeducandos. A ação é uma parceria com a Entidade Autárquica de Assistência e Extensão Rural de Rondônia (Emater), que apoiará a parte técnica da produção no campo.

Segundo a diretoria da UIMS, com a implementação deste projeto, a Unidade passará a ter na sua estrutura, canteiros para plantação de hortaliças com cerca de 20 metros de extensão. Os socioeducandos também receberão ensinamentos de colaboradores da Emater-RO para construir o espaço e realizar atividades, permitindo-lhes desenvolver o trabalho coletivo e favorecendo a integração social.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O diretor da Unidade de Internação Masculina Sentenciada, Wellington Teles Ribeiro, destacou que “a ação promoverá ainda mais as medidas de socioeducação no estado de Rondônia, uma das bandeiras da atual gestão governamental. Além deste projeto, outras iniciativas também serão implementadas, como o plantio de frutas no pomar e o manejo de uma granja na instituição”.

O presidente da Fease, Antônio Francisco Gomes Silva, disse que a atividade laboral é de cunho pedagógico que será acrescentado à rotina dos participantes (socieducandos), pelo propósito de alcançar o processo resossialização, objetivo principal da instituição. A atuação inicial do projeto é  agir na redução da ociosidade no período diurno (manhã e tarde). “Nossa meta é contribuir para um senso de responsabilidade e colaboração mútua entre os adolescentes e os servidores envolvidos neste processo, uma vez que todas as ações serão protagonizadas por eles”.

Atualmente, a Unidade de Internação conta com 23 socioeducandos, e todos deverão participar do processo. A Emater-RO fará um treinamento com os envolvidos, que posteriormente receberão um certificado de participação de 30 horas. Somente após a capacitação teórica, os integrantes iniciarão os trabalhos práticos de plantio, cuidado, manutenção diária e colheita.

Conforme o gerente da Emater-RO, Dionísio Queiroga, o projeto surge como uma importante ferramenta de organização social. “De forma prática, eles aprenderão a lidar com a produção de compostagem, ou seja, preparação de adubos, aproveitando de sobras de alimentos sem agrotóxicos da própria unidade. Vale ressaltar que além da atividade contribuir para a formação pessoal, poderão extrair disto uma futura profissão”, explica.

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook