Conectado por

Rondônia, terça, 30 de novembro de 2021.



Saúde

Porto Velho participa de pesquisa sobre cobertura vacinal em crianças


Compartilhe:

Publicado por

em

A meta é conferir a situação de 450 crianças da capital
Pesquisa vai conferir se as vacinas essenciais estão em diaPesquisa vai conferir se as vacinas essenciais estão em diaServidores municipais de saúde vão entrevistar pais ou responsáveis de crianças entre 3 e 4 anos para conferir se as vacinas essenciais previstas no calendário de vacinação estão em dia. Se houver necessidade, a Prefeitura de Porto Velho vai garantir a imunização deste público e atualizar a caderneta no momento da pesquisa.


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

O levantamento, denominado Inquérito Vacinal, é promovido pelo Ministério da Saúde e iniciou na segunda-feira (25) e vai durar dois meses. A previsão é ouvir responsáveis por 450 crianças.

Para secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, a participação de Porto Velho nesta pesquisa é fundamental, pois vai estimar a cobertura vacinal, o número de doses aplicadas, a proporção de crianças que utilizam serviços privados para imunização e identificar os motivos que fazem com que parte deste grupo não receba a devida proteção.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

ENTREVISTADORES

Previsão é ouvir 450 responsáveis por criançasPrevisão é ouvir 450 responsáveis por criançasA pesquisa será feita por quatro entrevistadores capacitados e estarão identificados com camiseta e crachá. Eles utilizarão equipamentos de proteção individual. Com base em um questionário estruturado, farão perguntas sobre identificação da criança e mãe, características da família, além de pedir dados sobre vacinação.

“Vamos aproveitar a pesquisa para obter respostas pedidas no levantamento e, também, imunizar a criança que não recebeu a vacina prevista no calendário regular. Elas não podem ficar desprotegidas. É questão de saúde”, explica Valdir Alves, coordenador da pesquisa no município.

O Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) também orienta os pais ou responsáveis para receberem bem os entrevistadores, respondam às perguntas e permitam que a caderneta de vacinação seja fotografada. “Dessa forma o levantamento ficará completo”, destaca a diretora do DVS, Geisa Ribeiro.

Texto: Semusa
Foto: Saul Ribeiro e Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook