Conectado por

Rondônia, terça, 30 de novembro de 2021.



Geral

Governo realiza primeiro sorteio trimestral do programa Nota Legal Rondoniense; vencedores dividem prêmio de R$ 30 mil


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Sorteio ocorreu no Programa SBT Rondônia, na TV Allamanda canal 13.1


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Nesta quinta-feira (14), foi realizado o primeiro sorteio trimestral do programa “Nota Legal Rondoniense”, promovido pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin). Para garantir transparência o sorteio ocorreu no Programa SBT Rondônia, na TV Allamanda canal 13.1 e, , foi transmitido ao vivo.

Na hora da premiação, o sistema escolheu entre todos os bilhetes gerados pelos consumidores que baixaram o aplicativo e se cadastraram no programa “Nota Legal Rondoniense” até o momento do sorteio com as notas emitidas entre 1º de julho e 30 de setembro. Os prêmios foram para Rivaldo Ferreira da Silva, em primeiro lugar, com o valor R$ 15 mil; em segundo Ruben Harewood Matos, com o valor de R $10 mil, e em terceiro Gleyce Mayra Molina Pereira, com o valor de R$ 5 mil.

Além dos prêmios trimestrais, serão depositados R$ 196 mil para 3.634 ganhadores dos prêmios instantâneos. E R$ 44.786,64 para 236 pessoas que solicitaram os créditos da fase anterior.

De acordo com o secretário Luís Fernando Pereira, o retorno do programa é uma forma de promover educação fiscal por meio dos prêmios instantâneos, beneficiar as entidades e realizar o retorno dos impostos para a população.
Participaram do sorteio todas as pessoas que baixaram o aplicativo “Nota Legal Rondoniense”, se cadastraram no programa e pediram para inserir o CPF no cupom fiscal na hora das compras. “Para o sorteio trimestral, concorre o consumidor que solicita o CPF nos cupons fiscais quando efetua as suas compras, pois somente assim o sistema poderá entender que aquela compra foi feita por aquela pessoa”, esclareceu Luis Fernando.
De acordo com o coordenador do programa, Nicandro Campos, não é necessário que o cupom tenha o valor acima de R$ 50,00. “O sistema vai somando as compras, independentemente dos valores dos cupons fiscais, e vai atribuindo os bilhetes conforme os R$ 50,00 vão sendo alcançados”, disse o coordenador.
A Sefin já entrou em contato com os contemplados do primeiro sorteio para entregar os prêmios.

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook