Conectado por

Rondônia, terça, 28 de setembro de 2021.



Política

Audiência pública na Assembleia Legislativa vai debater a importância da doação de órgãos e tecidos


Compartilhe:

Publicado por

em

Objetivo é promover a conscientização sobre o ato de doar, que salva vidas.

A Assembleia Legislativa vai realizar no próximo dia 27, às 15 horas, audiência pública para debater a importância da conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos em Rondônia. O evento é uma propositura do deputado Anderson Pereira (Pros), em conjunto com o deputado Alan Queiroz (PSDB).

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Nesta semana, o presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), recebeu em seu gabinete a gerente interina da Central Estadual de Transplante de Rondônia, Renata Restier, junto com a coordenadora do Banco de Olhos e Tecidos, Heleni Nóbrega, e o servidor Valmir de Oliveira.
O deputado Anderson intermediou o encontro, que serviu para definir algumas ações complementares que a Casa de Leis deverá promover, além da audiência pública, como forma de chamar a atenção da sociedade para a importância da doação de órgãos, que salva vidas.
“É importante que haja essa divulgação acerca do trabalho de captação de órgãos e de tecidos e também do ato de amor que é a doação, que salva vidas. Ainda temos muitas informações desencontradas, mas temos que manter esse tema em discussão na sociedade e nas famílias”, observou Redano.
Anderson Pereira disse que uma pessoa doadora pode salvar até oito vidas. “É a família quem tem a palavra final, quem autoriza a doação de órgãos e tecidos e é importante que haja a manifestação em vida de quem pretende doar. Hoje, temos uma fila de espera de pacientes que aguardam por córneas, rim e fígado, por exemplo”, completou o deputado.
“Devemos esclarecer que para ser um potencial doador, não é necessário deixar algo por escrito. Porém, é fundamental comunicar à família o desejo de doação. Falar do assunto é um passo importante nesse processo de conscientização e de quebrar mitos e inverdades sobre a doação de órgãos e tecidos. O Brasil possui um dos mais avançados e eficientes sistemas de transplantes do mundo, mas ainda temos muito a avançar e por isso temos essas ações”, completou Renata.
Setembro Verde
A data escolhida para a audiência pública é o Dia Nacional de Doação de Órgãos, celebrado em 27 de setembro. Esse dia foi escolhido como um marco para conscientizar a sociedade sobre a importância da doação e ao mesmo tempo fazer com que as pessoas conversem com familiares e amigos sobre o assunto.
A campanha Setembro Verde, realizada ao longo do mês, tem o intuito de sensibilizar a população para a doação de órgãos e tecidos.

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook