RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, quarta, 14 de abril de 2021.



G1

Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em


Seduc informou que apura a situação para tomar as providências cabíveis. Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho
Reprodução/Redes Sociais
Fios de eletricidade, central de ar e até portas foram furtadas na Escola Estadual Maria Aparecida Rodrigues, antiga Mundo Mágico, no bairro Igarapé em Porto Velho.
Ao G1 moradores do bairro relataram o descaso com a escola durante o período da pandemia de Covid-19. Os furtos à unidade tem acontecido há um ano.
“Estão roubando a escola, já tem um tempão que está acontecendo isso aí. Vi a escola de novo aberta e tinha alguns funcionários lá, eles me falaram que os roubos acontecem de oito meses há um ano”, disse um morador.
Diante da situação a população, que mora próximo à escola, pede medidas de segurança. Entre as sugestões estão: contratar um vigilante ou aumentar o efetivo de fiscalização da Polícia Militar no bairro.
“Na realidade o bairro é abandonado. Viatura a gente vê uma na vida e outra na morte”, desabafa outro morador.
Questionada sobre a falta de segurança da Escola Estadual Maria Aparecida Rodrigues durante a pandemia, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou ao G1 que está “apurando a situação para poder tomar as providências cabíveis ao caso”.
O G1 também entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta.
Veja fotos da situação na instituição:
Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho
Reprodução/Redes Sociais
Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho
Reprodução/Redes Sociais
Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho
Reprodução/Redes Sociais
Moradores denunciam furtos em escola na Zona Norte de Porto Velho
Reprodução/Redes Sociais
VÍDEOS: veja mais notícias de Rondônia

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Fonte: G1 Rondônia