Conectado por

Rondônia, domingo, 07 de março de 2021.


Plural Saúde

Exame

Fintech Grão, que ajuda o brasileiro a guardar dinheiro, lança conta digital com a Visa


Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

A fintech brasileira Grão acaba de lançar sua conta digital com cartão de débito, feito em parceria com a Visa. A empresa, fundada em 2019 pela empreendedora Monica Saccarelli (fundadora da plataforma de investimentos Rico), é uma das que disputam a atenção do brasileiro que ainda não tem ou não está acostumado a gerenciar uma conta bancária.

Uma pesquisa do Instituto Locomotiva de 2019 estimava que havia 45 milhões de brasileiros sem conta em banco. Com a pandemia do coronavírus forçando uma digitalização da economia, especialmente com o repasse do Auxílio Emergencial pelo governo federal, esse número caiu 73%, de acordo com levantamento realizado pela Americas Market Intelligence em parceria com a Mastercard.


Continua após a publicidade

Ainda que mais brasileiros tenham contas hoje, os problemas para guardar dinheiro e gerenciar o orçamento familiar continuam. A Grão foi criada para ensinar esse público a investir. Só que em vez de ensinar investimentos na bolsa ou em fundos, a fintech se propôs a ser uma “poupança digital”, garantindo rendimentos de até 100% do CDI.

A empresa dá aos clientes um questionário para entender melhor porque eles querem investir. Com base nos objetivos de cada pessoa, que podem variar desde a realização de uma viagem à estruturação de uma reserva para emergências, a fintech monta um plano individual de metas financeiras.


Continua após a publicidade

“Nascemos voltados para a classe C e costumamos atrair pessoas mais jovens, antenadas com o mundo digital. Crescemos bastante entre as regiões Norte e Nordeste”, diz a fundadora. Hoje, são 47.000 clientes usando o serviço.

A empresa recebeu um pré-seed de 500.000 dólares dos fundos Astella Investimentos, Domo Invest e Vox Capital em 2019. No ano passado, foi selecionada para participar do programa de aceleração da Visa. “Nos chamou a atenção como a Grão se posiciona. Ela tem essa característica de simplicidade na comunicação, de estipular metas e de ter um valor de início baixo, a partir de um real para começar a investir”, diz Ana Melo, diretora de Soluções da Visa do Brasil e madrinha da Grão no programa.

Com a ajuda da mentora, Saccarelli entendeu que poderia aumentar o escopo de atuação da empresa se migrasse para uma conta digital completa, com cartão de débito. Com o cliente passando mais tempo da sua vida financeira dentro da plataforma, algumas metas podem ser automatizadas.

Quando um cliente depositar, por exemplo, determinada quantia em conta, a plataforma irá fazer uma sugestão de quanto daquele dinheiro deveria ser investido. “Queremos que o nosso cliente entre na nossa plataforma para ser educado financeiramente e consiga poupar, e não que coloque o dinheiro somente com o objetivo de gastá-lo”, diz a fundadora.

Fonte: Revista Exame

Comentários do Facebook - Comente