RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, sábado, 17 de abril de 2021.



Geral

Estudantes têm até amanhã (6) para solicitar reaplicação da prova do Enem 2020


Compartilhe:

Publicado por

em

Participantes diagnosticados com Covid-19 ou doenças infectocontagiosas podem fazer a solicitação


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

 Estudantes que não poderão comparecer ao segundo dia de prova da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, marcada para este domingo (7), por apresentarem sintomas de doença infectocontagiosa, têm até amanhã (6) para solicitar a reaplicação da prova. O pedido pode ser feito pelos participantes diagnosticados com o Covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa como previsto no edital.

A reaplicação das provas ocorrerá em 23 e 24 de fevereiro, com avaliação impressa, independentemente da versão em que o participante estava inscrito (impressa ou digital) e a solicitação deve ser feita através da Página do Participante.

De acordo com orientação do edital, os estudantes inscritos no Enem 2020 que apresentarem sintomas ou tiverem o diagnóstico na véspera (após as 12h) ou no dia da prova não deverão comparecer ao exame. Para esse caso, os participantes também poderão solicitar a reaplicação, mas em um período diferente: entre 8 e 12 de fevereiro.

São consideradas doenças infectocontagiosas para fins de solicitação da reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19.

Ao solicitar a reaplicação, o candidato deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, um documento legível que comprove a doença. Em casos de Covid-19, o resultado do exame positivo para o coronavírus poderá ser utilizado para a comprovação.

Quanto às demais doenças previstas no edital, na documentação comprobatória é necessário constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento.

O documento precisa ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. Feito isso, a solicitação passará por uma análise. A aprovação ou a reprovação do pedido também deverá ser consultada na Página do Participante.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil