Giardinni SBS
Conectado por

Plural Saúde

G1

Homem narra lembranças dos 37 anos de limpeza de túmulos em cemitério de Porto Velho


Publicado por

em


Ruiter Gomes tem 50 anos e mora em um bairro ao redor do Cemitério dos Inocentes em Porto Velho. ‘A gente deixa tudo arrumadinho pra que no dia 2 de novembro possam visitar’, disse. Ruiter Gomes trabalha há 37 anos em cemitério de Porto Velho.
Jheniffer Núbia/G1 RO
Dos 50 anos de vida, Ruiter Gomes trabalhou 37 prestando serviços de limpeza e organização de túmulos no Cemitério dos Inocentes, no centro de Porto Velho. Nesta segunda-feira (2), feriado de Finados, Ruiter apenas acompanha a visitação dos familiares e amigos que estão no local, de longe.
“Eu conheço quase todos”, disse Ruiter, se referindo aos túmulos. “Ali tem a família Souza, e lá a Silva”, apontou.
Cemitérios de Rondônia abrem para visitação
Morador de um dos bairros ao redor do cemitério, Ruiter conta que a prestação de serviço acontece nos dias que antecedem o feriado do Dia dos Finados.
“Eu cresci aqui nas redondezas e o pessoal conhece meu trabalho. Quando o dia do feriado está próximo, lá pelo dia 30 de outubro, o pessoal passa lá em casa e já encomenda meu serviço”.
Ruiter Gomes trabalha fazendo pintura e limpeza de túmulos no Cemitério dos Inocentes, em Porto Velho.
Jheniffer Núbia/G1 RO
Ruiter faz a limpeza ao redor dos túmulos e também realiza consertos. Segundo ele, às vezes precisa pintar e limpar as folhas. “A gente deixa tudo arrumadinho pra que no dia 2 de novembro eles possam visitar ou não. A maioria deles (pessoas que o contrata) fazem esse tipo de trabalho só no dia 2 de novembro mesmo”, disse.
Como o cemitério é o local de trabalho de Ruiter, ele contou ao G1 a reflexão que sempre traz a memória.
“Aí dentro (nos túmulos) não cabe carro ou casa, não leva diploma. Eu sei de uma coisa: eu vivo um dia de cada vez. Tem gente que investe em um monte de coisa, mas a verdade é que todo mundo um dia vem pra cá”, reforçou.
Cemitério dos Inocentes
Na manhã desta segunda-feira (2), o Cemitério dos Inocentes apresentou menor movimentação do que o registrado no mesmo período do ano passado. O gerente de divisão de cemitérios da capital, Gilbson Morais, explica que a pouca visitação é por causa da pandemia do novo coronavirus.
“A gente fez o chamamento para que as pessoas não se aglomerassem neste dia, pois sabemos que no dia 2 geralmente o movimento é grande. Pedimos para que os familiares viessem nos dias que antecedem o feriado. E parece que fomos ouvidos”, disse.
Finados na capital
A prefeitura liberou a comercialização de velas e flores no final da tarde do domingo (1º) na capital. Até o fim da manhã de domingo, a venda estava suspensa por protocolo de segurança em razão da pandemia do novo coronavírus.
No comunicado, a Semusb justifica que a liberação se deu pelas vendas serem “muito comuns neste dia com o comércio de flores, velas e outros artigos correlacionados”. A informação sobre a volta foi confirmada ao G1 também pelo gerente da Divisão de Cemitérios, Gilbson Morais.
Anteriormente, haveria uma fiscalização por equipes do Departamento de Posturas do município e quem descumprisse com a determinação poderia ser autuado ou até multado.
Por que mesmo no isolamento é importante homenagear quem se foi
O atendimento ao público vai funcionar das 7h às 18h e a administração dos cemitérios permanecerá fechada. A expectativa é de que cerca de 15 a 20 mil pessoas passem pelos cemitérios Santo Antônio e Inocentes no dia 2 de novembro.
A prefeitura recomenda que os visitantes:
façam uso obrigatório de máscara; e
sejam breves nas visitações.
A prefeitura também recomendou que a população antecipasse as visitas com objetivo de evitar aglomerações. De 5 a 7 mil pessoas visitaram os cemitérios de Porto Velho no último sábado (31).
Mudança no trânsito
A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) de Porto Velho informou que serão disponibilizadas novas linhas e aumento da frota de ônibus para que os usuários tenham melhor acesso aos cemitérios da capital (veja lista aqui).
Veja mais notícias do G1

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook