Giardinni SBS
Conectado por

Plural Saúde

Destaque

Chapa da diretoria do SINTERO quer impedir oposição de concorrer nas eleições alegando supostas irregularidades


Publicado por

em

Chapa da diretoria do SINTERO quer impedir oposição de concorrer nas eleições alegando supostas irregularidades

Continua após a publicidade

A chapa 1, composta por integrantes da atual diretoria do sindicato, que concorre nas eleições do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTERO), protocolou em 16/10/2020 na Comissão Eleitoral pedido de impugnação contra a chapa 2 de oposição, alegando práticas de irregularidades na campanha; apresentando como provas fotos de um veículo plotado com identificação da entidade na lateral, de placa QTB-8040, que seria utilizada pela Regional Rio Machado do sindicato, de Ji-Paraná, além de prints de grupos de Whatsapp de filiados do SINTERO nos quais teria sido feito propaganda eleitoral.

Para a chapa 2 o pedido inusitado de impugnação é totalmente descabido, já que o Regimento Eleitoral do SINTERO prevê apenas a impugnação de candidatos e não de chapa inteira como estranhamente pediu a chapa 1, conforme parágrafo 6º do artigo 17:  “A chapa da qual fizerem parte os impugnados por decisão da Comissão Eleitoral, poderá concorrer às eleições desde que mantenha 3/4 dos demais candidatos”. “Este absurdo pedido de impugnação contra a chapa de oposição inteira demonstra o temor da atual diretoria de encarar o voto dos filiados”, afirma o Professor Ozeas Goes candidato a presidente pela chapa 2.


Continua após a publicidade

A frágil denúncia da chapa 1 não aponta um único candidato da chapa 2 que seria responsável pelo suposto uso irregular do veículo do sindicato e de grupo Whatsapp, o que a torna imprestável para ser julgada pela Comissão Eleitoral, conforme artigo 17, parágrafo 6º do Regimento. Nas fotos apresentadas como provas, de uso irregular do carro, não aparece qualquer pessoa e a chapa 1 afirma que teriam sido registras no Dia do Professor (15/10), em frente a Escola Paulo Freire, em Presidente Médici. A direção da escola forneceu declaração informando que não houve expediente no dia, logo não teria filiados e tão pouco campanha seria possível.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Diante da postura da chapa da direção do SINTERO, a chapa 2 encaminhou denúncia, neste final de semana, à Comissão Eleitoral relatando várias irregularidades, apresentando provas e apontando os candidatos da chapa concorrente responsáveis por elas. A principal irregularidade denunciada é contra a atual presidente do sindicato, Lionilda Simões, candidata à reeleição.

A candidata a presidente pela chapa 1 assinou um termo de acordo em 13/10/2020, na Comissão Eleitoral, para retirar todas as publicações de uma nota de repúdio atacando a chapa concorrente, mas manteve a nota em dois sites de notícias da Capital e a publicou novamente no site da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), no dia seguinte, 14/10/2010. Foi pedido a impugnação de Lionilda e outros três candidatos da chapa 1 por irregularidades que teriam sido comprovadas.


Continua após a publicidade

Fonte: Assessoria.

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook