educamais
Conectado por

Plural Saúde

Geral

COMO O SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL ESTÁ SOBREVIVENDO À PANDEMIA


Publicado por

em

COMO O SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL ESTÁ SOBREVIVENDO À PANDEMIA

Continua após a publicidade

A queda dos juros trouxe um estímulo que nunca foi visto antes e o imóvel volta a ser um investimento valorizado.

Antes da pandemia, o setor já estava vivendo um momento de boas notícias como, por exemplo, um regramento mais claro para a rescisão de contratos imobiliários. A normativa foi definida no final de 2018 garantindo maior segurança jurídica a todos os envolvidos. Em 2019, o segmento se reorganizou para um grande avanço de mercado e, 2020 seria o grande ano.


Continua após a publicidade

Diante deste cenário, a empresa SBS Empreendimentos acelerou pesquisas de mercado, aumentou equipe visando lançar novos projetos, o ritmo estava acelerado. Com a pandemia tudo teve que ser repensado. A executiva da empresa, Phaena Spengler diz “Em seis meses, ainda em fase aguda da crise pandêmica, posso dizer que estamos nos saindo muito bem, rapidamente adequamos a empresa, com muito sucesso. Nada foi paralisado, os profissionais administrativos trabalham remotamente, as obras continuaram a produzir dentro das regras sanitárias estabelecidas pelo governo e OMS. Com isso, temos obtido ótimos resultados.”


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O mercado imobiliário e a cadeia produtiva da construção são a “bola da vez”. A queda dos juros trouxe um estímulo que nunca foi visto antes e ampliou o público apto a financiamentos imobiliários. O imóvel volta a ser um investimento valorizado e há diversos estudos mostrando que quem investiu em imóveis nos últimos 10 anos teve um ótimo retorno.

O primeiro semestre de 2020 apresenta a maior alta de financiamentos imobiliários dos últimos 10 anos e os preços dos imóveis tiveram valorização.


Continua após a publicidade

Adoção de medidas de segurança nas obras e fora delas

Todas as obras de Porto Velho foram paralisadas na segunda quinzena de março, por determinação das autoridades municipais tudo ficou suspenso por 15 dias.  “O momento foi fundamental para aprendermos as novas necessidades de higiene e prevenção. Nos dedicamos a fazer uma série de comunicados para nossos colaboradores, contratamos um médico para a orientação de todos os funcionários e sobre as novas práticas, fizemos a reorganização dos canteiros de obra com o enfoque no distanciamento entre as pessoas e adotamos uma série de protocolos de prevenção, como a verificação da temperatura na entrada do expediente. Comunicamos a todos os clientes sobre o que estávamos adotando e sobre o andamento dos cronogramas. A equipe de escritório foi colocada em home office. Tivemos tranquilidade para adotar estes procedimentos e agora já nos sentimos seguros sobre as novas condutas. Os 15 dias de paralização imposto pelo governo não chegou a afetar os cronogramas, todas as etapas foram ajustadas e já estão em dia com a previsão de entrega aos nossos clientes.” diz Phaena Spengler da SBS.

 Um balanço do primeiro semestre para a construção civil

Para a empresa SBS, o primeiro semestre foi de grandes ajustes e aprendizados. “Vimos que os quase 30 anos da SBS aliada com uma rede de parcerias nos foi fundamental para equilibrar todas as ações. Ficamos bem próximos aos clientes, atuando de maneira mais individualizada, conseguindo assim manter a adimplência.” diz Phaena.

As vendas da SBS cresceram 12% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. Apesar da pandemia, conseguiram inclusive, o que não ocorria há muitos anos, aumentos de tabela e de avaliação dos seus imóveis pelos bancos. O aumento de preços médio foi de 7%. Como exemplo disso, o empreendimento Vidabella Planalto da SBS, que está em fase final e previsão de entrega para novembro deste ano, antes mesmo de ser entregue, aponta ágio na revenda de 10%.

 E o que esperar do segundo semestre?

 Apesar da pandemia, o segundo semestre se vê com bastante otimismo. O segmento imobiliário oferece os investimentos mais estáveis e promissores, pronto para realizar o sonho da moradia em franca transformação. As taxas de juros para financiamento, que é o grande vetor de mercado, são as mais baixas da história e as pessoas estão aproveitando para adquirir seu imóvel. O cliente está mais atento ao que precisa, mudando seus conceitos de moradia e investimento.

Phaena, a executiva da SBS diz “Os nossos resultados e a valorização dos nossos produtos nos dá a certeza que estamos entendendo e atendendo o mercado, com base em muita pesquisa. Nossa expectativa é de um segundo semestre de grande retomada, impulsionada por uma oferta adequada ao momento, com produtos alinhados com que as pessoas precisam e um maior acesso a financiamentos imobiliários, com taxas inacreditavelmente baixas.”

E para atender essa demanda crescente e a confiança no mercado, a SBS vai lançar ainda esse ano um novo empreendimento em Porto Velho.

Sobre a empresa – A SBS Empreendimentos nasceu em 1996. É uma empresa familiar comandada pelo engenheiro civil, Celso Spengler. Tem forte atuação na região Norte do Brasil, com um portfólio de mais de 100 mil metros quadrados em área construída, forte investimento em tecnologia construtiva, sustentabilidade e qualidade com certificação nível A do PBQPH.

Aproveite ainda para conhecer os empreendimentos SBS e as oportunidades de investir ou morar bem nas nossas redes sociais:

Facebook & Instagram: @sbsempreendimentos.ro

 

 

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook