educamais
Conectado por

Plural Saúde

G1

Primeira morte por Covid-19 entre indígenas é registrada em Guajará-Mirim, RO


Publicado por

em


Vítima tinha 65 anos e vivia na aldeia Mangueira. Quase 200 indígenas já foram contaminados com o novo coronavírus no município. Estrutura do coronavírus tem formato de coroa
Radoslav Zilinsky/Getty Images/Arquivo
Guajará-Mirim (RO) registrou no último domingo (2) a primeira morte por Covid-19 entre indígenas. O paciente tinha 65 anos e era hipertenso. Segundo informações da Casa de Saúde Indígena (Casai), o homem chegou na cidade no dia 31 de julho, mesmo dia em que foi confirmado com o novo vírus.
Hipertenso, o paciente vivia na aldeia Mangueira, na região do Pacaás Novos. Segundo último censo feito pela Fundação Nacional do Índio (Funai), na aldeia podem ser encontrados mais de 40 indígenas de 10 etnias.
Com o quadro de saúde mais grave, o indígena foi transferido na tarde de domingo para Porto Velho. Chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu e morreu.
De acordo com últimos dados repassados pela saúde indígena de Guajará-Mirim, quase 200 indígenas já foram confirmados com a Covid-19. O novo vírus já atingiu 90% das aldeias na região de fronteira.
Quase 550 casos de Covid-19 e 12 mortes são registrados entre indígenas em Rondônia
Confira as últimas notícias da pandemia da COVID-19 em RO

Continua após a publicidade

Fonte: G1 Rondônia

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook