Conectado por


Destaque

Presente da Natal para os Rondonienses com aumento de 25% na Energia

Publicado por

em

Aumento de Energia em Rondônia

A Aneel aprovou o primeiro reajuste tarifário da Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) após o leilão da distribuidora para o Grupo Energisa. Deste modo o efeito médio inicial de 32,25% caiu para 30,44%. Além disso, o Grupo Energisa solicitou diferimento do reajuste para amenizar o impacto tarifário para os consumidores. Segundo a Aneel, ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço.

O índice do reajuste da Ceron deve-se principalmente ao impacto dos componentes financeiros. Nessa rubrica, houve a compensação dos valores de compra de energia não considerados no valor médio concedido na tarifa (CVA Energia) definida no último processo tarifário. Ou seja, a distribuidora teve ao longo do ano passado custos mais altos do que o concedido via tarifa para aquisição de energia, e que foram incorporados ao processo tarifário deste ano. Entre esses custos está a cobrança de 24 meses de risco hidrológico. Outro fator que contribuiu para o aumento das tarifas foi a cobrança de encargos setoriais.

Apesar do aumento aprovado hoje, a trajetória de reajustes dos últimos dez anos da Ceron está abaixo da variação dos índices da inflação IGP-M e IPCA no mesmo período.

Presente de natal antecipado

Com este aumento absurdo, vai contra todas as expectativas de que após a privatização o consumidor teria um serviço melhor e com menor preço. Nas redes sociais muitos internautas explanam sua indignação com o presente de natal antecipado veja os posts.