A primeira das três ações de investigação judicial eleitoral (AIJE) tem como objetivo apurar e reprimir abuso de poder político e econômico praticado pela alta cúpula do Poder Executivo de Porto Velho, que mobilizou grande número de servidores, a maioria comissionados e/ou com funções gratificadas, para realização de campanha eleitoral em favor dos candidatos Expedito Júnior e Maurício Carvalho.
PublicidadeDJ90

<div