Senador Ivo Cassol diz que cidades precisam tratar melhor mananciais

 

Na semana em que se realiza o Fórum Mundial da Água em Brasília, o senador Ivo Cassol fez um apelo para que as populações urbanas tratem melhor os mananciais e as nascentes, sobretudo aquelas que estão localizadas dentro as cidades.

Cassol alertou que muito se critica o uso da água na agricultura, mas lembrou que o maior problema está nos centros urbanos, em que o esgoto e a falta de tratamento correto do lixo acabam contaminando os lençóis subterrâneos. “O campo produz o alimento, mas não somos nós no campo que contaminamos os mananciais, isso é fruto da má gestão urbana, da falta de tratamento correto do lixo e do esgoto. Eu deixo aqui uma sugestão aos pesquisadores, é preciso aproveitar melhor o lixo, desenvolver novas tecnologias e reciclar, não dá para jogar em qualquer lugar”, enfatizou Cassol.

O parlamentar destacou que é preciso encontrar soluções para a preservação dos mananciais e citou a realização da Semana Mundial da Água. “Não devia ser só a semana, tem que ser o dia, o mês, o ano”, afirmou.

Insetos Polinizadores

Também nesta terça-feira, a Comissão de Agricultura do Senado discutiu a importância dos insetos polinizadores na produção.

Fundamentais para a manutenção da biodiversidade, as abelhas desempenham papel importante na agricultura. Cientistas acreditam que as abelhas são responsáveis pela reprodução de cerca de 73% das espécies vegetais existentes no mundo. Porém, as mudanças climáticas e o aquecimento global podem afetar a incidência destes agentes polinizadores naturais.

De março de 2014 a agosto de 2017, foi estimada a perda de 20 mil colmeias e a morte de mais de 1 bilhão de abelhas, segundo dados do site Bee Alert, uma plataforma onde cientistas registram o desaparecimento destes insetos. Para os especialistas a perda destes animais tenha relação direta com a ação de agrotóxicos nas lavouras.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, devido à polinização, as abelhas têm responsabilidade direta em cerca de 40% da produção mundial de alimentos. “Isso afeta a sustentabilidade da agricultura. É importante pesquisar mais sobre esse assunto, conter esse desequilíbrio para não termos um impacto ainda maior na produção de alimentos”, concluiu Cassol.

 

%d blogueiros gostam disto:

Add URL