O centro de São Paulo está se renovando e a nova sede da Secretaria Municipal da Fazenda é parte deste resgate da região unindo tradição e tecnologia. O histórico Edifício Othon, nova sede da Secretaria, para se ter ideia, nos áureos tempos em que serviu de hotel recebeu personalidades como líderes de Estado, imperadores, astros da música e até mesmo a Rainha Elizabeth II, da Inglaterra.

Desde o último dia 26 de fevereiro, o local que foi adquirido em 2008 e passou por reformas e modernização incluindo um novo sistema de segurança de informação de dados, está atendendo ao público paulistano. Para este desafio de modernizar e transformar o local em um espaço público, a Ewave desenvolveu todo o projeto de tecnologia da informação que é utilizado pela Secretaria.

Adalberto Souza , gerente de serviços e operações da Ewave para o projeto com a Secretaria da Fazenda de São Paulo conta que o projeto é uma iniciativa da própria Secretaria Municipal da Fazenda de São Paulo que optou em criar um data center com sala cofre para proteger as informações dos contribuintes de maneira mais segura. Além da segurança que hoje é implementada na Secretaria, o projeto criado e desenvolvido pela Ewave se destaca pelas facilidades e recursos tecnológicos avançados:
– Mecanismos e recursos de virtualização;
– Sistema avançado de cloud computer;
– Recursos de contingência e redundância entre os links de comunicação de dados e
– Engenharia de proteção do data center com alto grau de segurança para dados armazenados;
– Monitoramento 24 horas através de recursos preventivos e pró-ativos

Adalberto acredita que a principal vantagem para um órgão público em ter um sistema complexo e moderno, como o instalado pela Ewave, é poder ter a informação de maneira íntegra, fidedigna e, principalmente, segura:

“Isso é fundamental ainda mais quando estamos tratando de informações de contribuintes paulistanos. Se eu tenho certeza de que as informações estão em um local apropriado e seguro, o contribuinte vai se sentir confortável em saber que as suas informações estão bem armazenadas. Quem vai ganhar com o projeto é o cidadão.” finaliza Adalberto.

Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo http://www.capital.sp.gov.br