Humor
Laerte dá resposta bem humorada a Reinaldo Azevedo após texto preconceituoso
26/08/2015|  Autor : Portal Imprensa|   Fonte : Portal Imprensa

Após a crítica carregada de expressões preconceituosas do jornalista Reinaldo Azevedo, a cartunista Laerte Coutinho surpreendeu os leitores na última terça-feira (25/8) com uma resposta publicada em sua página no Facebook. O post viralizou na rede social com mais de dois mil compartilhamentos em apenas uma hora.

"Esse cara me dá um tesão desgraçado. Não sei o que é - tá, ele não é um ogro -; se é o olhar decidido, o nariz, os lábios, não sei! Nessas noites de frio que vem fazendo eu fico debaixo das cobertas e, como diria o Henfil, peco demais", diz um trecho da resposta.

Na última segunda-feira (24/8), o jornalista Reinaldo Azevedo usou seu blog na Veja.com para criticar a cartunista por uma charge que mostrava manifestantes contrários à presidente Dilma Rousseff tirando selfies com policiais militares e associando os PMs a criminosos.

Ao longo do artigo, o jornalista usou diversos termos ofensivos sobre a transexualidade da cartunista, como "o homem que se finge de mulher", "figura travestida de pensador" ou "baranga moral".. Disse que Laerte tem por trás uma "mulher horrenda" e que seria uma "fraude de gênero", "fraude lógica" e "fraude moral". 

A charge, publicada no último dia 16, virou pauta na coluna da ombudsman da Folha de S. Paulo, Vera Guimarães Martins. Laerte explicou sua intenção e disse reconhecer ter produzido "uma imagem agressiva, mas não a considero ofensiva. Acho que está à altura da gravidade do momento que atravessamos." Laerte pede desculpas "a quem se sentiu ofendido".

"Muitos manifestantes tiraram selfies ao lado de PMs e as reproduziram fartamente nas redes sociais, transformando esse gesto num ícone de todas as marchas até agora. Essas pessoas não estavam confraternizando com soldados específicos –estavam demonstrando apoio a uma corporação que vem sendo apontada como uma das mais envolvidas em mortes de pessoas, no país (segundo esta Folha, no primeiro semestre, foram 358 mortes "em confronto").", escreveu.

Também na última terça, Reinaldo Azevedo comentou a resposta da cartunista em texto intitulado "Para matar Laerte de tesão!", no qual publicou duas fotos dele mais jovem. Uma delas, ao lado do avô materno. "Ele resolveu se apaixonar por mim. Mas antes perguntou à sua advogada se renderia processo. Um surto de conservadorismo da transgênera iconoclasta", disse.

"Não fica bem Laerte exercer o sexo solitário pensando num senhor de 54 anos. Ofereço duas fotos de quando eu tinha 20 para fazê-lo sonhar com mais colágeno, né? Afinal, masturbação não tem tempo histórico. É possível se excitar até com Robespierre e com Marat, sem as perebas. E olhe, Laerte, que eu declamava “O Programa de Transição” de cor e salteado. Vai, se acabe aí!", completou.


COMENTE COM O FACEBOOK


Portalrondonia Comunicações Ltda. E-mail: redacao@portalrondonia.com