Conectado por

Rondônia, domingo, 24 de setembro de 2023.

Geral

Dia Mundial sem Tabaco é marcado com ações de combate ao fumo


Compartilhe:

Publicado por

em

Conscientizar e prevenir a população sobre os malefícios do uso do cigarro é o principal objetivo da ação

Ações foram realizadas dentro e fora das unidades de saúdeAções foram realizadas dentro e fora das unidades de saúde

Continua após a publicidade
EDIFÍCIO BUENOS AIRES DESFRUTE O MELHOR DA VIDA
COM SUA FAMÍLIA TODOS OS DIAS
Único, exclusivo e extraordinário

Em alusão ao Dia Mundial sem Tabaco, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através do Programa de Controle do Tabagismo do Departamento de Atenção Básica (DAB), promoveu uma série de ações em combate ao tabagismo. O objetivo foi conscientizar a população, alertar sobre os malefícios do uso do cigarro e reduzir o número de óbitos relacionados à dependência.

O Dia Mundial Sem Tabaco é lembrado mundialmente no dia 31 de maio. Promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a data busca destacar os riscos à saúde, associados ao uso de tabaco e promover políticas efetivas para reduzir seu consumo.

Em Porto Velho, ações de combate ao tabagismo foram realizadas dentro e fora das Unidades de Saúde da Família (USF) e os Núcleos de Educação Permanente (NEP). Durante a semana, as equipes de saúde também estiveram presentes nas escolas municipais e estaduais, através do Programa Saúde na Escola (PSE), realizando campanhas contra o uso do tabaco.

As crianças de escolas municipais também receberam palestras sobre o temaAs crianças de escolas municipais também receberam palestras sobre o tema

Dentre algumas unidades básicas de saúde que efetuaram iniciativas contra o tabagismo, estão a USF Osvaldo Piana, Agenor de Carvalho, Pedacinho de Chão, Renato Medeiros, Caladinho e Vila Princesa.

A ação na USF Osvaldo Piana contou com a participação de mais de 60 pessoas, entre profissionais da rede de saúde municipal, moradores e pacientes da área de cobertura, além de acadêmicos de medicina do Centro Universitário São Lucas. Consultas e palestras educativas alusivas ao tabagismo foram algumas das atividades oferecidas. Além disso, os moradores e pacientes foram contemplados com orientações sobre alimentação saudável, atividade física e distribuição de brindes.

A equipe de saúde da USF Agenor de Carvalho realizou ações de combate com caminhada de incentivo e conscientização à população, além de entrega de panfletos nos semáforos e comércio da região. Dentro da unidade, os pacientes foram estimulados pela equipe de saúde a participarem do grupo de Programa de Controle ao Tabagismo.

Os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Casa de Davi receberam os profissionais de saúde da USF Pedacinho de Chão. A ação contou com palestras educativas sobre tabagismo, entrega de panfletos e kit de higiene bucal. Com objetivo de conscientizar os adolescentes acerca das doenças desenvolvidas pelo tabaco e incentivar a não fazerem o uso do fumo.

As equipes também foram As equipes também foram

Na zona Sul, a equipe de saúde da USF Renato Medeiros e Caladinho realizou palestras com esclarecimentos sobre os males que o tabagismo causa no corpo humano, que na maioria das vezes podem ser evitáveis, como a hipertensão, por exemplo. Além disso, a equipe efetuou verificação de pressão arterial e finalizou com uma confraternização e lanche.

A ex-fumante, Ana Consuelo Lopes, conta como foi difícil seu processo para deixar de fumar e celebra os sete anos sem o uso do cigarro.

“Minha mãe foi fumante praticamente a vida toda, hoje em dia ela sobrevive somente com 40% do pulmão. Quando vi minha mãe nesse estado tomei coragem e com muita força de vontade parei de fumar. Eu fumava de três a quatro carteiras de cigarro por dia, no começo foi muito difícil, eu me tremia de vontade de fumar, mas hoje graças a Deus eu consegui me libertar”, destaca Ana.

De acordo com o Ministério da Saúde, o tabagismo é reconhecido como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental semelhante ao que ocorre com o uso de outras drogas como álcool, cocaína e heroína. O hábito de fumar pode trazer uma série de agravos à saúde, são mais de 50 doenças relacionadas ao consumo do tabaco, entre elas hipertensão, derrame cerebral e câncer de pulmão.

Quem deseja se livrar do cigarro pode procurar por atendimento nas unidades básicas de saúde. O serviço é disponibilizado gratuitamente, através do Programa de Controle do Tabagismo.

Texto: Jainni Victória (sob supervisão de Luciane Gonçalves)
Foto: Semusa

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Publicidade

NOTA LEGAL-RO
EDIFÍCIO BUENOS AIRES DESFRUTE O MELHOR DA VIDA
COM SUA FAMÍLIA TODOS OS DIAS
Único, exclusivo e extraordinário
Brasil Digital
Colégio Sapiens
google INSTALE O APP DA DJ90

Últimas notícias

Facebook

Classificados

Compartilhe: