Conectado por

Rondônia, sexta, 01 de março de 2024.

Executivo

Corpo de Bombeiro Militar de Rondônia promove treinamento intensivo com cão farejador na busca e salvamentos


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
FACULDADE SAPIENS

A missão mais recente onde um dos cães de busca participou,  foi no mês de janeiro de 2023 no resgate de um índigena perdido na mata em Guajará-Mirim


Continua após a publicidade
AUMENTE SUAS VENDAS - MELHORE A IMAGEM DO SEU NEGÓCIO OU EMPRESA

Os cães farejadores do Corpo de Bombeiro Militar são indispensáveis para a realização de buscas e salvamentos em situações de emergência. Esses cães possuem um olfato apurado, sendo fundamental para rastrear e identificar pessoas desaparecidas, inclusive, em área de mata, sendo treinados para trabalhar em condições extremas.

O Grupamento de Busca e Salvamento – GBS do Corpo de Bombeiro Militar de Rondônia, é uma unidade militar especializada na realização de operações de busca e salvamento em áreas de difícil acesso. O GBS é composto por militares especializados e treinados para lidarem com situações de emergência, e conta com quatro adestradores: sargento Cristiano Carvalho, sargento Carlos Tapajós, cabo Adriano Campos e o cabo Elexandro Evaristo.

Cada militar é responsável por treinar um cão. O canil possui dois cães adultos e dois filhotes. O Black é um cão da raça labrador, que vem se destacando nas operações dentro e fora do Estado. Com quatro anos de idade já participou de 25 missões, e sua irmã July sempre o acompanha, quando necessário. Um casal de filhotes da raça rastreador brasileiro, com 7 meses estão sendo treinados. Os animais estão aptos a participarem das missões a partir dos dezoito meses de vida. A partir daí estarão sempre em treinamento e acompanhamento com veterinários, a cada três meses.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha enfatizou a importância dos treinamentos e ampliação do número de cães: “O Governo do Estado está investindo intensamente na área da segurança pública, para que o cidadão tenha um serviço cada vez melhor”, destacou.

Segundo o cabo Adriano Campos, quando é solicitada a busca com os cães, é necessário entrar em contato pelo número 193, do Centro Integrado de Operações Policiais – Ciop. “Vale lembrar uma solicitação que ocorreu na cidade de Ariquemes, onde a equipe foi acionada para prestar apoio nas buscas de um senhor que havia desaparecido no domingo, e os familiares não sabiam de seu paradeiro. No final da tarde do segundo dia do desaparecimento, encontraram a sua camionete abandonada no final de um ramal, a 30km da cidade de Ariquemes”, evidenciou. A equipe do GBS com o cão Black e a ajuda dos militares do 5° Grupamento de Ariquemes, cumpriram com êxito a missão, e com apenas vinte e três minutos de busca, o cão Black  encontrou a vítima que foi  conduzida até o hospital local, onde ficou sob observação.

A missão mais recente onde um dos cães de busca participou,  foi no mês de janeiro de 2023 no resgate de um índigena perdido na mata em Guajará-Mirim. Os bombeiros passaram cinco dias, em mata fechada, realizando as buscas para tentar encontrar o jovem. Na operação, houve a ajuda da cadela de busca July, que foi essencial para localizar a vítima. O resgate também contou com o apoio do Exército Brasileiro e do Núcleo de Operações Aéreas (NOA), da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania – Sesdec, que sobrevoou a área à procura da vítima.

Compartilhe: