Conectado por

Rondônia, sábado, 01 de outubro de 2022.

Geral

Energisa estabelece metas de sustentabilidade até 2050


Compartilhe:

Publicado por

em

 Conversa entre Sérgio Besserman e líderes da empresa marca o lançamento dos compromissos ESG do Grupo


Continua após a publicidade
Faculdade Sapiens

 Um ano de trabalho. Este foi o tempo que a Energisa levou para desenhar os compromissos e metas de desenvolvimento sustentável que acaba de apresentar ao mercado e a seus colaboradores. Muitas das ações já estão em andamento, como o projeto de descarbonização, com a desativação de 20 termoelétricas até 2025, mas o período mais longo do que a prática usual da empresa para maturação das metas foi necessário para garantir que a sustentabilidade fosse reconhecida de fato como um eixo central do negócio, discutido com diversas áreas do Grupo, incluindo o Conselho de Administração.


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Para marcar a validação dos compromissos e dar aos colaboradores a dimensão correta da relevância do assunto, a Energisa convidou um aliado de peso da causa do desenvolvimento sustentável: o professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Sérgio Besserman. Ele participou de um fórum interno sobre “O papel das empresas na construção da sustentabilidade e da economia de baixo carbono”. O evento online contou com a participação da Vice-Presidente de Gente, Gestão e Sustentabilidade da Energisa, Daniele Salomão; da diretora de gestão e sustentabilidade, Tatiana Feliciano; da Coordenadora de Gestão da Sustentabilidade da empresa, Michele de Almeida; da Coordenadora de Investimento Social, Delânia Cavalcante. Teve ainda participação relevante das lideranças da empresa em um debate.


Continua após a publicidade

– Nos próximos 30 anos, vamos fazer escolhas mais importantes do que em todo o século XX – enfatizou Besserman.

Coube ao time da Energisa apresentar os 5 compromissos ESG e suas respectivas metas, agora validadas pelo Conselho de Administração da Empresa. A Vice-Presidente explicou que os compromissos ESG da Energisa foram pautados pelos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Segundo ela, a discussão fez parte do Planejamento Estratégico da empresa.

– As metas são até 2050. Por isso, não poderiam ser um compromisso somente da gestão atual da Energisa, mas um compromisso do Conselho. Houve todo o apoio do CEO e do diretor de estratégia, Lucas Pinz, inserindo esta etapa de definição ao processo de Planejamento Estratégico da empresa – afirmou Daniele.

As metas são futuras, mas a Energisa já realiza diversos projetos na direção de seu cumprimento. Em resposta a um colaborador, Tatiana Feliciano, diretora de gestão e sustentabilidade, detalhou algumas iniciativas:

– No pilar ambiental, podemos citar o projeto que está reflorestando uma área de 3 hectares, na aldeia indígena Nova Esperança, no Acre. Foram plantadas mais de 5 mil mudas de arvores nativas e frutíferas, além da construção de um viveiro e um banco de sementes que permitirá a continuidade da ação pelos próprios indígenas. Além disso, foram realizadas atividades de capacitação em práticas agroflorestais e em arborismo para conseguirem selecionar as melhores sementes. Uma iniciativa que pode ser potencializada pelo Fundo Floresta Viva, que a Energisa aderiu e sinaliza para outros projetos semelhantes no futuro.

Na mensagem final do evento, Sérgio Besserman reforçou a singularidade do momento que a humanidade vive:

– Trata-se do fim da civilização (movida a combustível) fóssil, e o nascimento de outro mundo sustentável. A Energisa está na fronteira desta mudança! – disse, referindo-se aos projetos citados pelos participantes do fórum.

Confira a seguir um resumo dos 5 grandes objetivos e algumas das metas de sustentabilidade da Energisa:

Viabilizar a inserção de fontes renováveis no Brasil com sustentabilidade, segurança energética e confiabilidade na matriz.

Metas:

  • Até 2026, ter energia limpa e acessível a mais de 5 mil unidades consumidoras em áreas remotas da concessão;
  • Promover o descomissionamento de 171 MW por meio da desativação de usinas termelétricas, permitindo ampliar intercâmbio energético entre regiões e garantindo segurança energética;
  • Alcançar 1,7 GW de potência instalada em energia renovável.

  1. Ajudar nossos clientes na transição energética ofertando soluções alinhadas aos 4 Ds ­– Descarbonização, Digitalização, Descentralização e Diversificação

Meta:

  • A partir de 2026, ofertar produtos e soluções para a transição energética contribuindo para a emissão evitada de pelo menos 510 mil toneladas de CO2 ao ano dos nossos clientes, o equivalente ao plantio de 3,6 milhões de árvores todo ano.

  1. Mitigar impactos do negócio da Energisa com olhar sistêmico para a cadeia produtiva, uso consciente de energia, água, resíduos e redução de emissões.

Meta:

  • Alcançar a neutralidade nas emissões de carbono até 2050

  1. Promover maior igualdade de oportunidades à democratização do conhecimento em educação empreendedora e do fomento de ações para geração de renda nas nossas concessões.

Meta:

  • Até 2026, ser percebida como empresa inclusiva por nossos colaboradores; e, promover a empregabilidade de cerca de 70% do público capacitado em nossos programas de formação continuada nas comunidades.

  1. Aproximar-se da sociedade, por meio de ações culturais e das manifestações dos valores regionais, em áreas que a empresa atua.

Meta:

  • Incentivar a produção cultural e a preservação da memória nas nossas concessões, impulsionando a economia criativa e também mobilizando projetos e parcerias para contribuir para o desenvolvimento sustentável dos nossos biomas mais frágeis.

_____________________________________

Publicidade

Governo de Rondônia Colégio Sapiens
educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook