Conectado por

Rondônia, segunda, 18 de outubro de 2021.



Agronegócio

Seagri desenvolve projeto Integração Rural com pequenos produtores de Machadinho d’Oeste e Mirante da Serra


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Produtores tiveram chance de aprender aplicação de novas técnicas em suas propriedades


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO), realizou, no período de 22 a 25 de setembro, em Vilhena, mais uma edição do Projeto Integração Rural. O evento contou também com auxílio da Prefeitura, com ações da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri).

De acordo com o secretário da Seagri, Evandro Padovani, as atividades tiveram resultado positivo, uma vez que “buscam ampliar o conhecimento técnico de pequenos produtores que se deparam com explicações sobre os sistemas de produção e a tecnologia de alta ponta utilizada neles”.

O Projeto Integração Rural consiste em levar produtores de determinados municípios e/ou regiões até os canais com maior produção das mais variadas culturas e criação de animais. Desta vez, as caravanas saíram de Machadinho d’Oeste e Mirante da Serra até o município do Cone Sul do Estado.

“Lá, eles [os pequenos produtores] puderam aprender sobre os sistemas de produção, principalmente da Agricultura Familiar, de pequenas propriedades, da cadeia reprodutiva do leite, do hortifrutigranjeiro. E também conheceram áreas de pequeno e grande porte relacionadas à Agricultura Empresarial”, acrescentou Padovani.

Secretário da Seagri participou da ação em Vilhena

Ainda foram abordados assuntos como áreas de confinamento, agroindústrias familiares, florestas plantadas e demais módulos relacionados ao setor.

A ideia é que esses produtores rurais tenham contato direto com as tecnologias de ponta utilizadas na área, tendo ainda a oportunidade de diversificar as próprias produções em suas chácaras, sítios ou fazendas, para que possam explorar melhor o potencial que existe nas próprias propriedades rurais, especialmente as pequenas.

Segundo o secretário, “elas podem conservar diversificação de culturas muito grandes, além da produção de animais e seus derivados”.

“Então, eles aprendem sobre a área de piscicultura, plantio de café, cacau, produção de leite, carne, pequenos módulos de confinamento. E até outras modalidades como florestas plantadas, etc”, asseverou Padovani.

Vilhena proporcionou, na visão do secretário, uma visita pedagógica e esclarecedora “porque no município do Cone Sul tem o que há de melhor em relação a sistemas agropecuários, florestais, de piscicultura, café, produção de leite, enfim, tudo o que é destaque no estado”, acrescentou.

O mandatário da pasta estadual relembrou que já aconteceu, em oportunidades anteriores, o contrário: produtores de Vilhena foram levados a Alvorada d’Oeste e outras regiões, como a Zona da Mata, “enfim, onde se destacam por exemplos de produção, especialmente no café”, sacramentou.

Toda essa troca de experiência, ainda de acordo com ele, só é possível por causa do Projeto Integração Rural, realizado há mais de quatro anos pelo Estado de Rondônia. “Agora a ideia é intensificar os eventos a partir do momento em que os reflexos negativos da pandemia começam a retroceder”, disse.

Lara Fábia, da Escola Agrícola de Itapirema, destacou a importância da iniciativa. “É muito importante estar aqui neste evento aprendendo, iniciando esses trabalhos, tanto com estudantes quanto com pessoas trabalhadoras que nunca tinham se deparado com esses processos. É o puro conhecimento, aplicação na prática. Então pudemos aprender sobre confinamentos, hortifruticultura, e a respeito da questão do leite. Ou seja, sobre tudo o que seria melhor para aplicarmos em nossas propriedades de acordo com a realidade vivenciada por todos nós”, afirmou.

André de Almeida Silva, secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Turismo na Prefeitura de Mirante da Serra, também foi enfático ao endossar o projeto. “Agradeço o esforço do Estado de Rondônia. Foi assim que nós conseguimos chegar até Vilhena com os pequenos agricultores a fim de apresentar a eles todos esses processos técnicos.  Sobre manejo de pastagem, agroindústrias. Eles puderam conhecer, vivenciar. É uma satisfação muito grande, uma verdadeira injeção de ânimo”, concluiu.

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook