RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, quinta, 24 de junho de 2021.



Exame

Conheça o fundo listado na bolsa que investe em infraestrutura


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Desde meados de maio as cotas do fundo BTG Pactual Dívida Infraestrutura (BDIF11) passaram a ser negociadas abaixo do seu valor patrimonial. Ou seja, as debêntures do fundo (já considerando os efeitos da marcação a mercado) possuem um valor de mercado superior ao das aplicações negociadas no mercado secundário. Ou seja, é um bom momento de entrada no fundo, segundo Odilon Costa, analista de renda fixa do banco de investimentos.

Costa não incluiu na conta o dividendo de cerca de R$ 3,96 por cota que o fundo irá distribuir no dia 23 deste mês.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Participe gratuitamente da Jornada do Investidor Independente

Diferente dos fundos imobilários, nos quais as cotas patrimoniais são estimadas por empresas especializadas, a cota patrimonial dos fundos de crédito é medida basicamente pela marcação a mercado das debêntures no mercado secundário. Isso porque o segmento de fundos de infraestrutura ainda é incipiente. O BDIF11 é um dos primeiros fundos do tipo no mercado brasileiro: foi lançado há apenas dois meses.

O fundo investe em ativos de renda fixa, mais especificamente debêntures de infraestrutura e ativos incentivados enquadrados na lei 12.341. Essa característica o torna isento de IR sobre rendimentos e ganhos de capital para pessoas físicas.

O BDIF11 busca um retorno equivalente ao Tesouro IPCA+ (NTN-B) de duration equivalente ao portfólio + 2% a 2,5% ao ano. A aplicação realiza distribuições semestrais dos rendimentos pagos pelos ativos investidos, em junho e dezembro.

A carteira do fundo é composta atualmente por sete ativos: títulos emitidos por duas geradoras de energia elétrica (Echoenergia e Norte Energia), uma transmissora de energia (Parintins), uma telecom (Brisanet), uma empresa de mobilidade (Metro Rio) e duas concessionárias de rodovias (Way 306 e Rodovias do BR), com duration que varia de 4,4 a 11,3 anos.

O BDIF11 está disponível apenas para investidores qualificados, que têm mais de 1 milhão de reais para investir, via home broker. Basta buscar o ticker. Cada cota do fundo é vendida por cerca de R$ 100.

Vantagens do investimento

  • Acesso a ativos normalmente não disponíveis para investidores de varejo (emissões ICVM
    476)
  • Flexibilidade para adotar uma gestão ativa por ser um fundo fechado – não há resgates, pois as cotas são negociadas apenas no mercado secundário
  • Prazo de resgate inferior ao de fundos de debêntures incentivadas abertos
  • Gestão com experiência em crédito privado

Pontos de atenção

    • Risco de crédito (concentração do portfólio em poucos ativos)
    • Risco de mercado (títulos sujeitos aos efeitos da marcação a mercado)
    • Liquidez (o mercado ainda é incipiente e as negociações estão aumentando gradualmente)

 

Fonte: Revista Exame

Publicidade

Últimas notícias

Facebook