RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, quinta, 24 de junho de 2021.



Geral

Construção de casas populares pela Prefeitura de Porto Velho segue em ritmo acelerado


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Previsão é de que até o final do ano 269 famílias sejam beneficiadas com imóveis

Obras foram retomadas em marçoObras foram retomadas em marçoRetomadas em março deste ano, as obras de construção de 269 unidades habitacionais, na rua Osvaldo Ribeiro, no bairro Socialista, em Porto Velho, continuam em ritmo acelerado. Aproximadamente 90 operários trabalham no empreendimento, que se encontra na fase de instalações hidrossanitárias, elétrica, terraplanagem e pavimentação.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

A ordem de serviço assinado pelo Prefeito Hildon Chaves para concluir a construção destas unidades prevê que serão gastos R$ 10 milhões. Os recursos são remanescentes de quatro fontes, sendo três contratos de repasses do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS III, FNHIS IV e FNHIS 2009) e um financiamento do Programa Pró Moradia.

“Este empreendimento vai fazer com que 269 famílias tenham moradia, melhoria de vida, dignidade e inclusão. Isso sem falar das pessoas portadoras de necessidades especiais (PNE), que também serão contempladas”, diz Silvana Dias, engenheira civil responsável pela obra.

Obra está na fase de hidrossanitárias, elétrica, terraplanagem e pavimentaçãoObra está na fase de hidrossanitárias, elétrica, terraplanagem e pavimentaçãoDez casas são destinadas para pessoas portadoras de necessidades especiais (PNE) cadastradas pela Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur).

Cada imóvel contém dois quartos, um banheiro, uma cozinha e uma sala integrada, dentro de um espaço de 38 metros quadrados.

Quando anunciou a retomada da construção do empreendimento, o prefeito Hildon Chaves disse que a iniciativa vai dar mais dignidade a mais de 250 famílias, que deixarão de pagar aluguel e terão um lar próprio. “Até o final do ano, é possível que os imóveis estejam prontos e as famílias possam passar o Natal em suas casas”, declarou.

Texto: Carlos Sabino
Foto: Carlos Sabino

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)