Conectado por

Plural Saúde

Geral

Enem 2020: professor de História fala os assuntos mais cobrados na disciplina


Publicado por

em

Revisar conteúdos contextualizando-os é importante nessa reta final

Faltando poucos dias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a recomendação dos especialistas é usar o tempo que falta para se dedicar às revisões. No próximo domingo, 17, cerca de 5,8 milhões de estudantes participarão do primeiro dia de provas do exame, segundo dados do Ministério da Educação (MEC).

Até lá é importante que os candidatos foquem nos assuntos que costumam aparecer com maior frequência na avaliação. Na disciplina de História, por exemplo, o professor Murilo Mello destaca que existem três temas que são mais cobrados nas provas do Enem e, por isso, merecem a atenção do estudante.


Continua após a publicidade

“Nas últimas provas o que mais caiu em História foi História do Brasil. Segundo Reinado e Ditadura Militar, respectivamente. Se a gente somar todas as provas, os assuntos mais cobrados seriam Segundo Reinado, em primeiro, e Era Vargas, em segundo”, explica o professor que leciona nos colégios Módulo, Integral, Bom Pastor e Bernoulli.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Enem tem como característica ser uma prova interdisciplinar, por isso é importante também contextualizar os assuntos, sem se prender aos fatos específicos de cada tema, como pontua o professor Mello.

 


Continua após a publicidade

E-book Enem Check

Para auxiliar em todas as disciplinas cobradas no exame mais esperado pelos estudantes, o Enem, o e-book Enem Check traz um cronograma gratuito de estudos para todas as áreas do conhecimento abordadas nas provas.

Dentre o conteúdo abordado, o material indica filmes, séries e livros que contribuem para complementar os conhecimentos de forma mais espontânea.

O e-book também ajuda a descobrir quais são os assuntos mais cobrados no Enem em todas as disciplinas.

Enem 2020

O Enem 2020, que foi adiado para este ano por causa da pandemia do novo coronavírus, terá uma versão impressa a ser realizada nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Até o momento não há previsão de novo adiamento das provas, conforme anúncio do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

Para tanto, serão adotadas medidas de segurança em todos os dias de aplicação do exame, tanto para a avaliação impressa quanto digital. Dentre as medidas anunciadas pelo Inep estão: redução de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes; uso obrigatório de máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de eliminação do exame e disponibilização de álcool em gel em todos os locais de aplicação.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook