Conectado por

Plural Saúde

Polícia

Polícia Civil e Tribunal de Contas do Estado realizam Operação em três prefeituras por compra de testes rápidos para Covid-19


Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Na manhã desta quinta – feira (16), a Polícia Civil do Estado de Rondônia (PC/RO), por intermédio da Delegacia de Combate à Corrupção (DECOR), deu cumprimento a 15 medidas cautelares de buscas e apreensões em três cidades de Rondônia que são: Mirante da Serra, Candeias e Campo Novo.

A ação é resultado de investigação conjunta entre a Polícia Civil do Estado e o Tribunal de Contas de Rondônia (TCE/RO), após o recebimento de denúncia de que empresas participavam de contratações diretas com municípios do interior, para fornecimento de testes rápidos para detecção da Covid-19, através de fraudes na realização das aquisições.


Continua após a publicidade

Segundo a Polícia, as investigações apontaram que empresários e o prefeito de Candeias do Jamari, além de servidores do Município, realizaram a compra direta – sem procedimento licitatório – de testes rápidos para Covid-19 no montante aproximado de R$ 1.000.000 em uma única compra, utilizando-se de emenda parlamentar recebida da Assembleia Legislativa do Estado.

Ressaltando que, a investigação ocorre na esfera administrativa municipal, relacionado a recursos recebidos do estado de Rondônia, através de emenda parlamentar. Nenhum membro da Assembleia Legislativa é alvo desta operação.


Continua após a publicidade

Os investigadores confirmaram a denúncia e a suposta associação dos envolvidos para facilitar a conclusão do processo administrativo e a irregular liquidação da aquisição que gerou o prejuízo de mais de R$ 1.000.000.

De acordo com relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia além da compra vultosa, há ainda superfaturamento em outras contratações diretas realizadas pelo município.

A Justiça de Rondônia determinou apreensões de celulares, notebooks e outros meios de armazenamento. O sigilo destes equipamentos já foi quebrado..

Os envolvidos nos crimes, terão afastamento de funções e cargos, além de indisponibilidade de bens dos investigados.

O nome da operação é alusivo à divindade da mitologia romana, ALETEIA, a personificação da verdade. É a oposição da trapaça, do engano, a procura da verdade, superando as aparências.

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook