Giardinni SBS
Conectado por

Plural Saúde

Geral

Com advogado pago pela Câmara, Cristiane Lopes abafa crime contra a honra de uma servidora pública


Publicado por

em


Continua após a publicidade

A vereadora Cristiane Lopes tem contabilizado um gasto substancial com advogados. Somente em 2019, a candidata a prefeita pelo PP, pagou R$ 40.500,00 em assessoria jurídica. O dinheiro dos honorários vem dos cofres públicos, conforme consta no site da Câmara Municipal de Porto Velho.

Recentemente, Cristiane Lopes foi à audiência na Justiça representada por um caro advogado e conseguiu barganhar um acordo para dar fim a uma acusação registrada por uma enfermeira do município. O acordo não envolveu dinheiro, mas uma jogada jurídica bem elaborada. Ao ser informada do Boletim de Ocorrência registrado pela servidora, Cristiane Lopes foi orientada a fazer o mesmo. Durante audiência de conciliação retirou as acusações para que a enfermeira não prosseguisse com o processo.


Continua após a publicidade


Entenda o caso

No dia 11 de julho de 2019, por volta do meio dia, a vereadora Cristiane Lopes foi até a Policlínica Ana Adelaide, e conforme consta no Boletim de Ocorrência Nº 123171/2019, “causou uma série de transtornos e confusões no local”.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

De acordo com registro policial, a vereadora ofendeu a enfermeira, Jeane Camilo Ferreira de Almeida que estava no banheiro durante a chegada da vereadora à unidade de saúde. A servidora pública, que trabalha há mais de 20 anos no Ana Adelaide, disse que se sentiu constrangida e envergonhada porque teve que revelar em público qual a necessidade fisiológica estava fazendo no banheiro.

A profissional de saúde relatou que foi chamada de mal educada e que tinha jeito de “gangueira”. Ao pedir que Cristiane parasse com a confusão “ela deu a famosa carteirada” e perguntou: “Você sabe quem eu sou? Sou uma pessoa importante”.


Continua após a publicidade

A enfermeira também relatou à Polícia que foi ameaçada por Cristiane Lopes que garantiu “que mexeria os pauzinhos para prejudicar a vítima”.
Cristiane Lopes em momento algum teria se identificado como vereadora, e apesar de dizer que estava acompanhando uma paciente, estaria fazendo uma reportagem jornalística, e de acordo com o BO quis fazer sensacionalismo para angariar repercussão.

A enfermeira explicou que até então não sabia quem era Cristiane Lopes, e que apenas seguiu os trâmites normais. Ao contrário da versão de Cristiane, a vítima negou que tenha passado “horas” fora da sala, e que foram 20 minutos no banheiro porque estava se sentindo indisposta, mas não queria deixar o plantão.


“Ela me disse que estava fazendo cocô”

Em um vídeo, Cristiane Lopes, demonstra raiva incontrolável da servidora pública. “Ela me disse que estava fazendo cocô”, afirma a vereadora. Cristiane não gostou da resposta, pelo jeito.

Pacientes se solidarizaram com enfermeira e foram testemunhas da queixa

“Os pacientes que estavam na unidade se mostraram irritados com a presença de Cristiane e se dispuseram a ser testemunhas de Jeane, devido à prepotência da acusada”, diz o BO.

VEJA O VÍDEO E AO FINAL A OCORRÊNCIA:

Com advogado pago pela Câmara, Cristiane Lopes abafa crime contra a honra de uma servidora pública
Autor: Rondoniagora.com

Comentários do Facebook - Comente
Continuar leitura

Publicidade

Mais destaques

Facebook