Conectado por


Destaque

Sindicato realiza Curso de Formação de Delegado Sindical em Porto Velho

Publicado por

em

Bancários da Caixa, do Banco do Brasil e do Banco da Amazônia participaram, nesta sexta-feira, 19/7, do Curso de Formação de Delegado Sindical 2019, que serve para formar os trabalhadores que atuarão como multiplicadores e extensores do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) em suas unidades de trabalho até agosto de 2020.

O Curso aconteceu na sede do Sindicato, em Porto Velho, durante toda essa sexta-feira, com participação de dirigentes da Executiva, diretores de base e trabalhadores dos bancos públicos e privados da capital e do interior.

Pela parte da manhã o presidente do Sindicato, José Pinheiro, fez uma minuciosa explanação sobre a estrutura organizacional do movimento sindical que representa os bancários no país, com a representação de 95% desses trabalhadores pela Contraf-CUT, e também como são realizadas as mesas de negociação do Comando Nacional dos Bancários com os representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Em seguida o economista Sergio Lisboa Santos (graduado na Universidade Federal de Brasília – UnB), e que trabalha como técnico no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) desde setembro de 2008, fez uma apresentação com ênfase à importância dos bancos públicos para a sustentação e desenvolvimento social e econômico do país e sua população.

“O trabalhador tem que ter um conhecimento correto e ampliado sobre a importância dos bancos públicos, pois assim irá atuar melhor como multiplicador, um facilitador dessa mensagem de que os bancos públicos são essenciais para uma sociedade mais igualitária, enquanto que os bancos privados, ao contrário, são essencialmente voltados para a obtenção de lucros”, destacou o economista.

Já na parte da tarde o diretor de Formação Sindical do SEEB-RO, bancário Edilson Teixeira, fez um raio-x da estrutura do sistema financeiro, que é regido pelo Banco Central e engloba os bancos, financeiras e também as cooperativas de crédito, e ao final, destacou a importância da formação de novos delegados sindicais.

“Não existe movimento sindical sem a devida formação. Vivemos um momento de resgate da formação ideal que foi deixada de lado a partir dos anos 2000. Somente com a formação é que podemos discutir a realidade dos trabalhadores da forma correta e ampliar a consciência de classe e, doravante, uma maior adesão à luta por direitos. Ser, de fato, um diferencial no cenário social e econômico do país”, avaliou Teixeira.

Publicidade

Apostas Esportivas Online Betway
Educa Mais Brasil

Mais destaques

Facebook