PublicidadeDJ90

O presidente Marcos Tadanori Ito enfatizou que o trabalho em prol do fortalecimento da profissão e da valorização dos administradores e tecnólogos em todo o estado será intensificado nesta nova gestão do Conselho Regional de Administração. Ele destacou a expansão das atividades de fiscalização direcionadas ao interior do estado, viabilizando, principalmente, parcerias com entidades públicas e privadas e com instituições de ensino superior. Projetos e ações do CRA-RO, importantes para a profissão e para os administradores, constam do planejamento para 2019, mas o presidente Marcos Ito definiu que o III Encontro Rondoniense de Administradores e Tecnólogos (Enrat) e melhorias na estrutura física da Casa do Administrador e Tecnólogo Belmiro Siqueira terão prioridade.

Marcos Ito reafirmou que o Enrat é o maior evento da área de administração realizado em Rondônia, principalmente porque abre oportunidade para a produção de trabalhos científicos e oferece palestras e mesas redondas sobre temas atuais e de relevância para a categoria. “O Enrat tem sido importante para administradores, tecnólogos e graduandos, especialmente porque promove a interação e o compartilhamento de conhecimentos”, mencionou.

Quanto à Casa do Administrador, Marcos Ito informou que se trata de investimento essencial. “A estrutura física precisa ser readequada tendo em vista a demanda crescente de serviços”, disse o presidente, acrescentando que o projeto prevê a ampliação do auditório e a inclusão de apartamentos (hotel de trânsito) para atender, também em termos de hospedagem, aos administradores registrados que residem no interior do estado.

O presidente Marcos Ito fez questão de destacar a parceria do conselheiro federal André Luís Saoncela da Costa, cuja contribuição tem sido fundamental para o Regional. Representante de Rondônia no Conselho Federal de Administração, Saoncela tem trabalhado no sentido de viabilizar os meios necessários para que ações em prol da profissão e dos administradores possam ser realizadas no estado. “O conselheiro federal André Saoncela, que já presidiu o Regional, conhece as dificuldades que enfrentamos, principalmente em termos de logística”, disse Marcos Ito