SUFRAMA participa de encontro comercial e logístico peruano no Amazonas

?

Com o objetivo de estreitar as relações com a região Norte do Brasil, uma comitiva do Peru realizou nesta quarta-feira (22), no Hotel Quality, em Manaus, a “VII Missão Comercial e Logística Peru – Amazonas”. Dentre as autoridades presentes, estiveram o embaixador do Peru no Brasil, Vicente Rojas; o presidente da Comissão de Comércio Exterior do Congresso do Peru, Jose Enrique Melendez; o diretor geral do escritório comercial do Peru no Brasil, Antonio Castillo; o superintendente da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Appio Tolentino; o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo; o presidente da Amazonastur, Orsine Oliveira; e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Muni Lourenço.

O evento contou com palestras, seminários e rodadas de negócios, cujo objetivo foi apresentar aos participantes – em geral autoridades estaduais e internacionais e representantes da iniciativa privada dos dois países – de que maneira o estreitamento da relação bilateral entre as regiões pode alavancar os setores industrial, comercial e de serviços, com aprimoramento da logística inter-regional e aumento das exportações e importações de diversos produtos, desde alimentos a equipamentos com alto índice de industrialização.

O embaixador Vicente Rojas afirmou acreditar que este pode ser o início de um maior fortalecimento das relações comerciais entre o Peru e o Brasil. “Temos que focar em aprimorar os negócios, comércio e investimentos. Porque se não há investimentos, se não há negócios, é muito difícil avançarmos nos demais aspectos”, disse. Rojas ainda complementou que “tudo que pretendemos será traduzido em benefício para nossa gente”, pontuando a geração de emprego e renda em especial na região fronteiriça entre os dois países.

O titular da SUFRAMA, Appio Tolentino, destacou que “a integração da infraestrutura na região amazônica é condição ímpar para o aumento do fluxo comercial regional, e a SUFRAMA tem real interesse em incrementar as relações comerciais com o governo peruano”. Recentemente, uma comitiva da autarquia visitou portos e rodovias peruanas que podem servir como alternativa para o escoamento da produção do Polo Industrial de Manaus (PIM) via oceano Pacífico, bem como permitir o ingresso de insumos para as empresas incentivadas do parque fabril manauara e de outros bens de consumo tanto para o Brasil quanto para Peru e Colômbia.

“Hoje, a maior parte das nossas importações e exportações ocorre pelo canal do Panamá. Essa integração nos ajudaria imensamente na diminuição desse tempo logístico, sem contar que também seria uma alternativa para a exportação de commodities, em especial a soja e os grãos, uma vez que hoje os portos do litoral do Atlântico já se encontram sobrecarregados”, observou Tolentino.

O congressista Jose Enrique Melendez disse que foram feitos diversos investimentos em território peruano com vistas ao aprimoramento da logística de distribuição de produtos, o que deverá beneficiar as zonas de desenvolvimento econômico do Peru, Brasil e da Colômbia. “Esperamos que o porto internacional de Yurimaguas se traduza em um porto que possa alavancar a economia dos nossos países”, afirmou.

O vice-presidente da Fieam, Nelson Azevedo, ratificou o interesse que a indústrias de Manaus têm em potencializar as ações logísticas com o país vizinho e colocou o Centro Internacional de Negócios da instituição à disposição para que resultados positivos sejam rapidamente registrados após esta missão comercial internacional. “Trata-se de uma excelente oportunidade da região de ampliar sua participação no comércio exterior. Temos muito a avançar em termos de liberdade comercial. A vinda da comitiva estrangeira é um importante passo para abrirmos novas oportunidades de estreitamento das relações entre o Amazonas e o Peru”.

%d blogueiros gostam disto:

Add URL