Conectado por

Rondônia, segunda, 29 de novembro de 2021.



Geral

Sine Rondônia prevê oferta de mais de três mil vagas de trabalho no final do ano


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

Geração de empregos formais no Estado, em junho, teve o melhor desempenho de 2021


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), anunciou na quinta-feira (4) que as projeções para o final de 2021 indicam o registro de maior oferta de empregos nos 52 municípios de Rondônia, com a abertura de mais 3,5 mil novos postos de trabalho.

De acordo com a coordenadora regional do Sistema Nacional de Empregos em Rondônia (Sine-RO), Teresa Cristina,  somente em um shopping da Capital estão previstas 600 novas vagas, em comparação com a oferta em anos anteriores. Nesta primeira semana de novembro, a média de vagas no Sine ficou em torno de 750 vagas e outras 125 na plataforma Geração Emprego Rondônia.

A geração de empregos formais no Estado, no mês de junho, teve o melhor desempenho de 2021, com 2.791 novas vagas criadas. As informações são do portal da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia (Facer) e foram tabuladas com base em estudos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que compara os registros de demissões e contratações de trabalhadores com carteira assinada.

Em junho, o Caged registrou 11.521 admissões e 8.730 desligamentos. O destaque nesse mês foi para a Capital, Porto Velho, que individualmente respondeu por 1.114 das novas vagas criadas.

O desempenho mensal em 2021 foi de 608 novos empregos no mês de janeiro, 1.853 em fevereiro, 797 em março, 745 em abril, 1.284 em maio e 2.791 no mês de junho.

Para ampliar as oportunidades de oferta de vagas de trabalho e geração de emprego e renda, o Sine incorporou ao atendimento a “Solução de Empregabilidade – Geração Emprego”, com duas modalidades on-line para incentivar a oferta de vagas em todo Estado. Os dois novos aplicativos já estão disponíveis nas lojas de aplicativos (App), para garantir maior celeridade e economia no processo de recrutamento e contratação de trabalhadores.

Um dos aplicativos é exclusivo para o atendimento ao trabalhador e outro para os empregadores. Vale ressaltar, no entanto, que as mesmas funcionalidades podem ser acessadas pelo website, possibilitando aos trabalhadores, o cadastramento rápido de currículos e acesso. Muitas dessas vagas não são preenchidas por falta de qualificação profissional e “por conta disso, temos vagas sobrando”, explica Teresa Cristina.

Os setores que mais empregam atualmente em Rondônia são os do comércio e de serviços. ambos puxaram a geração de mais empregos com carteira assinada no primeiro bimestre de 2021.

Dados do Caged, do Ministério da Economia, indicaram que o saldo entre as demissões e contratações formais, nos meses de janeiro e fevereiro, tiveram menções positiva ou negativa. Neste bimestre, Rondônia gerou 18.020 contratações e 15.630 desligamentos, com um saldo de 2.390 novos postos de trabalho com carteira assinada.

O saldo no comércio foi de 805 novas contratações. No setor de serviço foram 791 novos empregos, seguido pela Indústria com (567), Agropecuária (172) e Construção Civil (55).

O Sine tem constatado também muitos casos de pessoas que buscam por colocação no mercado de trabalho, conseguem a vaga e não comparecem à empresa para iniciar as atividades ou às vezes não se apresentam nem mesmo para fazer a entrevista.

carteira de trabalho

Programa ajudará no primeiro emprego e na volta ao mercado de trabalho

Por isso o Governo do Estado buscou parcerias com instituições de capacitação e ensino e lançou o programa “Geração Emprego”, oferecendo cursos gratuitos de qualificação e preparação de mão-de-obra.

O “Geração Emprego” pode ser acessado de forma gratuita pela versão web ou pelos app disponíveis nas lojas  aplicativos para celulares (sistema IOS e sistema android).

Ao trabalhador, a plataforma permite o cadastro do currículo, identificação das vagas abertas que tem o perfil do profissional e indica locais que sejam próximos a residência do trabalhador, por meio do georreferenciamento. Já para o empregador é possível cadastrar vagas e buscar currículos para o agendamento de entrevistas.

ESTABILIDADE ECONÔMICA

Para ajudar na manutenção da estabilidade  da economia, o Poder Executivo lançou o Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios do Estado de Rondônia (Proampe), por meio do qual disponibiliza crédito que vai de R$ 300 a R$ 30 mil, com taxas de juros mínimas. Já foram criadas 13 unidades do Proampe em Rondônia e o programa liberou R$ 15.274.500 milhões, recursos que estão sendo inseridos diretamente na economia do Estado.

A Sedi por meio da Coordenadoria de Microcrédito liberou mais de R$ 15 milhões para pequenos empresários, segmento responsável em todo o país por 70% das contratações. Foram realizados ainda feirões de emprego em conjunto com outras instituições, e o Governo de Rondônia, por meio da  Coordenadoria de Inovação da Sedi, lançou recentemente, o Hub.RO, que vai apoiar as startups.

A Coordenadoria Consultiva de Indústria e Comércio (Consic), gestora do Fundo de Investimentos e Desenvovolvimento Industrial do Estado de Rondônia  (Fider), concedeu descontos fiscais a várias indústrias para se instalarem no Estado e gerarem empregos.

A antecipação do pagamento dos servidores para o dia 26 de novembro e à quitação da segunda parcela do 13º salário, dia 10 de dezembro, é apontada como um dos fatores que, além de contribuir para o giro da economia e aumento do poder de compra dos consumidores, deverá aumentar a oferta de vagas temporárias durante os festejos de final de ano.

A folha mensal de pagamento dos servidores ativos está orçada atualmente, em R$ 243,1 milhões. Dos 10.197 servidores inativos em R$ 46,6 milhões. Além disso, o Estado tem economizado R$ 17,9 milhões mensais, após a União assumir a folha dos servidores transpostos do quadro estadual para o federal.

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook