Conectado por

Rondônia, quarta, 01 de dezembro de 2021.



Executivo

DER conclui aplicação de rejeito asfáltico na RO-475 para garantir tráfego de veículos pesados no período chuvoso


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

DER conclui obra de aplicação de rejeito asfáltico na RO 475 e 133

O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), está intensificando a execução de obras em várias estradas do Estado, devido a chegada do período chuvoso que causa transtornos, pontos de alagamentos, gerando dificuldades no tráfego. Na Rodovia 475, no acesso ao distrito de Rondominas e ao município Vale do Paraíso, as equipes da 3ª Residência de Ouro Preto do Oeste trabalham na aplicação de rejeito asfáltico.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O local é uma serra alta com pista escorregadia. Com o período chuvoso, os caminhões pesados, principalmente, não conseguem subir. “Na RO-475, conhecida como serra negra tem um trecho que causa dificuldades. Por isso, colocamos uma equipe da 3ª Residência no local para resolver o problema. Aplicamos mais de 12 caçambas de rejeito asfáltico, deixamos a serra negra em condições de tráfego, seja veículo pequeno ou grande pode subir sem problema, os trabalhos foram concluídos”, diz Boby Gil, residente da 3ª RR-DER.

Ele ainda completa que a “meta do governador Marcos Rocha e o diretor Elias Rezende é trabalhar para que a população de Rondônia tenha acesso às estradas estaduais em qualquer estação do ano”.

Para que problemas como esses não aconteçam, o DER mantém atuação diária com celeridade. As 14 Residências Regionais do Departamento verificam cada rodovia que precisa de manutenção, seja asfalto, troca de bueiros, pontes, patrolamento, encascalhamento, todo serviço necessário para uma boa trafegabilidade.

De acordo com o diretor-geral do DER, Elias Rezende, a RO-475  é uma estrada de grande fluxo de veículo. “O trecho da serra negra era bem complicado, serra alta, difícil acesso. O rejeito aplicado foi a solução para o problema. Sabemos que a população precisa dessa via trafegável e, com as chuvas, a subida da serra era praticamente impossível, não apenas na 475, mas na RO-133 também foram identificados alguns pontos críticos e de imediato a equipe de Ouro Preto do Oeste seguiu para o trecho e fez a aplicação de rejeito asfáltico, solucionando o problema”, diz o diretor.

Publicidade

educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook