Conectado por

Rondônia, sexta, 22 de outubro de 2021.



Política

Deputada Jaqueline Cassol destina R$ 1 milhão para Maternidade Municipal de Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Colégio Sapiens

A Maternidade Municipal de Porto Velho Mãe Esperança estava sem realizar cirurgias eletivas em mulheres desde abril de 2020 e somente a partir de julho deste ano os procedimentos cirúrgicos voltaram a acontecer de maneira gradual. A mudança da realidade aconteceu graças a uma parceria da deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) e a Prefeitura de Porto Velho para a implantação do Programa de Cirurgias Eletivas. A deputada destinou R$ 1 milhão para a Secretaria Municipal de Saúde iniciar o projeto e atender pacientes da 4ª regional de saúde.

O programa é voltado para a saúde da mulher e a expectativa é em um ano é atender 2050 pacientes com laqueadura, mastologia, cirurgias ginecológicas; em geral e também 800 homens com vasectomias.

“O lema do meu mandato é cuidar das pessoas e uma forma de fazer isso é investindo em saúde. Fico muito grata em poder ajudar tantas mulheres com esse recurso”, disse Jaqueline Cassol.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

A Secretária Adjunta da Semusa Marilene Penati diz que a Maternidade estava precisando dar celeridade aos atendimentos com procedimentos cirúrgicos ginecológicos e o recurso veio em boa hora para ampliar os atendimentos para as mulheres que aguardam por cirurgias. “Com a ajuda da deputada daremos mais celeridade aos atendimentos para nossas mulheres”, afirmou.

O diretor clínico da Maternidade Mãe Esperança explicou sobre o retorno das cirurgias eletivas durante esse período de pandemia “O município nem sempre consegue absorver de forma rápida a demanda das cirurgias eletivas. A demanda reprimida é muito grande e a vinda desse recurso para a Maternidade vai facilitar a realização dessas cirurgias”, contou.

ATENDIMENTO- O atendimento à paciente começa com a consulta em uma unidade de saúde de Porto Velho, Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste e ainda todos que fazem parte da VI Região de Saúde Madeira Mamoré.

Após a primeira consulta e caso seja necessário, a paciente é inserida na lista de espera para o agendamento no Centro de Referência da Mulher para encaminhamento com especialista e após para a cirurgia. Todos os procedimentos são gratuitos.

Silvana Mara de 44 anos é uma das pacientes. Desde 2015 sofria com problemas de saúde e esperava por uma cirurgia de Histerectomia. Depois de anos de sofrimento conseguiu realizar o procedimento. “Para mim foi muito importante fazer essa cirurgia. Eu estava com muitas dores esse tempo todo e correndo atrás de exames e tentando agendar essa cirurgia. Deus abriu essa porta e eu consegui fazer essa cirurgia e estou muito feliz”, disse.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook