Conectado por

Rondônia, domingo, 26 de setembro de 2021.



Exame

Corretora de criptomoedas brasileira é a nova patrocinadora do Corinthians


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Corinthians anunciou um novo patrocinador na noite desta quarta-feira, 1: a corretora de criptoativos Mercado Bitcoin, uma das maiores empresas brasileira do setor. A divulgação do acordo aconteceu na live de comemoração aos 111 anos do clube, completados nesta quarta.

O acordo, que prevê a exposição da marca na barra frontal da camisa do clube paulista, é válido por 16 meses, com vencimento em dezembro de 2022. Os valores envolvidos na negociação não foram divulgados.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

“Cada passo que damos rumo à transformação do Corinthians é facilitado através de parceiros que entendem o momento das plataformas digitais e os hábitos do torcedor. Estar ao lado do Mercado Bitcoin, a maior plataforma de criptoativos da América Latina, nos dá a certeza de que estamos inovando e desbravando novas possibilidades de marketing e engajamento. O futuro do clube está nessa inovação”, afirmou o presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves.

O Mercado Bitcoin é a maior exchange latino-americana, e no início deste ano se tornou o primeiro unicórnio do setor de criptoativos no Brasil, ao receber aporte de 200 milhões de dólares do Soft Bank, que avaliou a empresa em pouco cerca de 2 bilhões de dólares.

“A parceria com o Corinthians faz total sentido para o Mercado Bitcoin, pois compartilhamos as mesmas visões sobre democratização, pioneirismo e inovação. Além disso, acreditamos que o universo cripto e o mundo do futebol, juntos, viabilizam novos modelos de engajamento com a torcida e a geração de negócios rentáveis”, explicou Reinaldo Rabelo, CEO do Mercado Bitcoin.

Além do novo patrocinador, o Corinthians também tem outras ações relacionadas ao mercado de cripto. Nesta quinta-feira, 2, o clube promove a primeira venda dos seus criptoativos, na plataforma Socios.com. O preço inicial dos fan tokens, que depois serão negociados nas corretoras especializadas do mundo todo, é de 2 dólares, que devem ser pagos com a criptomoeda nativa da plataforma, a chiliz (CHZ).

No Brasil, o Mercado Bitcoin tem exclusividade para listagem dos tokens emitidos pela Socios.com. Ainda não há data definitiva para os tokens SCCP chegarem à plataforma de negociações de ativos digitais.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Fonte: Revista Exame

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook