Conectado por

Rondônia, segunda, 27 de setembro de 2021.



Geral

Exaustão do público feminino será tema da 2ª Ciranda da Palavra, do Judiciário


Compartilhe:

Publicado por

em


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Destaque Aurora

Atividades fazem parte do Projeto Aurora, que prevê ações institucionais em busca da equidade de gênero


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

“As mulheres não são chatas, só estão exaustas”, com essa afirmação, que dá nome à 2ª Ciranda da Palavra, psicólogas do Tribunal de Justiça de Rondônia conduzirão uma roda de conversa entre servidoras e magistradas. A proposta é oferecer um acolhimento às mulheres, para que possam compartilhar suas experiências à frente do cuidado com a casa e filhos, aliado ao trabalho. Será mais uma roda de conversa do Projeto Aurora, que se realizará por meio da plataforma Google Meet, no dia 1º de setembro.

A psicóloga Mariângela Onofre, que atuará como facilitadora na Ciranda, explica que, apesar da exaustão mental feminina ter se evidenciado ainda mais durante a pandemia, essa rotina de cuidados e falta de apoio ocorrem sempre. “Nós sabemos que muitas servidoras do Tribunal estão passando por essa situação, e ela se caracteriza pela dificuldade de organizar internamente, de raciocinar, com muito cansaço e irritação, problemas para dormir, sensação de ansiedade. Esse fenômeno acontece porque a ideia de que a mulher é multitarefas, que é capaz de fazer muitas coisas enquanto o homem não, é muito propagada e romantizada”.

Esta é a segunda rodada da ciranda da palavra desenvolvida no Projeto Aurora, criado pelo Núcleo de Acessibilidade, Inclusão e Gestão Socioambiental (Nages), Gabinete de Governança, junto com a Coordenadoria de Mulheres do TJRO e a Divisão de Saúde da Secretaria de Gestão de Pessoas, durante o período de isolamento social, justamente para atender à nova realidade e seus efeitos. A primeira rodada foi realizada em agosto do ano passado, no início da implantação do projeto. “O formato do Ciranda da Palavra não é de uma palestra. A gente usa a expressão ciranda exatamente para expressar que estaremos, mesmo no formato online, em círculo onde cada um vai ter oportunidade de partilhar suas experiências”, explica.

O projeto

O Aurora é uma parceria do Núcleo de Acessibilidade, Inclusão e Gestão Socioambiental – Nages,   Coordenadoria de Mulheres do Tribunal de Justiça de Rondônia, Coordenadoria de Comunicação, CDH, Decom e a Divisão de Saúde, para construir uma agenda de ações voltadas, principalmente, para o público feminino.

A iniciativa consiste em propor ações contínuas e integradas dentre diferentes setores do TJRO, que visam oferecer melhores condições laborais às servidoras, constituindo política de ação institucional que favoreça a ampliação da participação feminina no Poder Judiciário.

O Projeto está alinhado às diretrizes da Resolução n. 255, do Conselho Nacional de Justiça, que instituiu a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário e também aos objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, relacionadas à efetivação dos direitos humanos e promoção do desenvolvimento. O Objetivo 5 refere-se à igualdade de gênero.

Assessoria de Comunicação InstitucionalAssessoria de Comunicação Institucional

Publicidade

GOVERNO DE RONDÔNIA educamaisbrasil educamaisbrasil

Últimas notícias

Facebook