RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, sexta, 16 de abril de 2021.



Política

Deputado Anderson cobra inclusão das polícias Penal e Civil e agentes socioeducativos no cronograma de vacinação contra a Covid-19


Compartilhe:

Publicado por

em

Parlamentar destacou que agentes trabalham em conjunto com policiais militares mas não estão sendo imunizados igualmente
Durante reunião da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, realizada nesta terça-feira (6), o deputado estadual Anderson Pereira (PROS), repudiou a atitude do Governo do Estado em deixar de fora integrantes das polícias Penal e Civil e agentes socioeducativos do cronograma de vacinação contra a Covid-19.

Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O parlamentar lamentou a forma como o Poder Executivo tem conduzido a vacinação, priorizando apenas a Polícia Militar, merecedora sem dúvidas de receber a imunização, mas esquecendo de incluir os demais componentes elencados no artigo 144 das constituições Federal e Estadual, que são os profissionais da Segurança Pública.

“Não tive conhecimento de nenhum cronograma, mas o que eu sei é que a vacinação para os integrantes da Segurança Pública de uma forma geral, começou pelos policiais militares, incluindo apenas 10 profissionais da Polícia Civil, enquanto a Polícia Penal e os agentes de segurança socioeducativos que exercem suas funções nas penitenciárias e unidades de internação sequer foram citados. São funções que não pararam suas atividades, são funções que estão dentro de hospitais e ambulatórios e que não tiveram nenhuma atenção até o momento por parte do governo”, destacou Anderson.

O parlamentar ressaltou que a Polícia Penal tem agido em conjunto com a Polícia Civil e Militar no combate ao crime organizado, integrando operações como a realizada no Orgulho do Madeira, que agiu na captura de foragidos da justiça, ligados a facções criminosas que aterrorizam a população.

“Se formos parar para analisar, quantos companheiros da Segurança Pública de uma forma geral perderam a vida para esse vírus? Quantos ainda terão que morrer para mostrar que todos são prioridades e atuam na linha de frente no combate à criminalidade, totalmente expostos ao vírus?”, questionou.

O deputado Anderson apresentou e teve aprovado requerimento solicitando cronograma de vacinação desses profissionais, além de pedir informações de como foi o planejamento e qual critério utilizado para liberar a vacinação para a Segurança Pública e vacinar apenas os policiais militares. O parlamentar acredita que é necessário uma melhor organização, melhor planejamento para conseguir imunizar o maior número possível desses profissionais, que são importantíssimos para sociedade, sem deixar nenhuma classe de fora.

Texto e foto: Assessoria