Conectado por

Plural Saúde

Exame

Twitter suspende conta de Trump permanentemente


Publicado por

em

A queda de Donald Trump nas redes sociais está sendo dramática. O Twitter anunciou na noite desta sexta-feira, 8, que suspendeu permanentemente a conta do presidente dos Estados Unidos, depois dos eventos que culminaram na invasão do Capitólio na quarta-feira.

“Após revisão minuciosa dos tweets recentes de @realDonaldTrump e o contexto por trás nós suspendemos a conta permanentemente por risco de contínua incitação à violência”, disse o Twitter em uma publicação oficial no site da empresa. A conta, que é pessoal e já pertencia a Trump, tinha mais de 88 milhões de usuários.


Continua após a publicidade

A @POTUS (abreviação de President of the United States) continua no ar e teoricamente pode ser usada pelo governo Trump até o final do mandato, daqui a 12 dias. Apesar disso, a conta ainda não fez publicações em 2021.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

A pressão sobre a rede social já havia crescido, quando mais cedo a imprensa americana noticiou que centenas de funcionários do Twitter assinaram uma carta pedindo que o presidente fosse banido.


Continua após a publicidade

A decisão das redes aconteceu depois que partidários de Trump invadiram o Capitólio durante a ratificação de Joe Biden na quarta-feira e geraram caos em Washington. Pelo menos 4 pessoas foram mortas durante a invasão, dentro e fora do Capitólio, de acordo com autoridades locais.

Enquanto os eventos se desenrolavam, diversos analistas, jornalistas e políticos pediram que as contas do presidente fossem suspensas, para evitar a disseminação de conteúdo falso em meio ao caos político que passam os Estados Unidos.

A decisão do Twitter segue a do Facebook. Na quinta-feira, 7, o presidente da rede social, Mark Zuckerberg, já havia anunciado uma suspensão por tempo indefinido da conta de Trump no Facebook e no Instagram. Segundo Zuckerberg, as contas estarão suspensas pelo menos até a posse de Joe Biden, no próximo dia 20.

Fonte: Revista Exame

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook