RONDONIA RO
Conectado por

Rondônia, sábado, 10 de abril de 2021.



Geral

Black Week: ainda dá tempo de aproveitar as condições especiais no setor de educação


Publicado por

em

Estudantes podem começar a estudar com bolsa pagando apenas R$ 50,00


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

Estudantes de todo o país estão aproveitando os descontos da Black Week do Educa Mais Brasil. A campanha visa viabilizar o acesso à educação para as pessoas que têm o interesse em se capacitar para o mercado de trabalho com bolsas de estudo. O programa de inclusão educacional aproveita o gancho da campanha nacional de descontos em produtos e serviços que é realizada no país desde 2010.

A campanha de Black Week do Educa Mais Brasil oferece descontos de até 70% em diversas instituições de ensino com os mais variados cursos e taxa especial de pré-matrícula de apenas R$ 50. A promoção, que encerraria dia 27 de novembro, foi prorrogada até domingo (29/11). Os interessados encontram bolsas em cursos de graduação e pós-graduação para se capacitar para o mercado de trabalho. Existem oportunidades disponíveis para cursos das modalidades presencial e EAD.

Com mais de 17 anos de atuação, o programa de bolsas de estudo atua para proporcionar o ingresso de brasileiros em instituições de ensino dos diferentes níveis educacionais. O Educa Mais Brasil tem parceria com milhares de instituições de ensino espalhadas pelo país.

 

A Black Friday

A Black Friday é uma campanha de vendas conhecida e praticada em diversos países, onde estabelecimentos oferecem descontos reais para com o objetivo de alavancar as vendas e aumentar a saída de produtos. A campanha teve origem nos Estados Unidos, na primeira metade do século XIX, ligada às comemorações do Dia de Ações de Graça.

No Brasil, a Black Friday tem algumas características diferentes da que surgiu no Estados Unidos. Por exemplo: enquanto no país norte-americano o foco é zerar o estoque de produtos que não foram vendidos ao longo do ano, aqui no Brasil a campanha já surgiu mais voltada ao comércio eletrônico.

 

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil