Conectado por

Plural Saúde

Geral

Revista em quadrinhos sobre a Constituição Federal é lançada por professora de Direito


O intuito é lançar 20 edições, formando um almanaque, com a finalidade de disseminar o conhecimento das leis em escolas, de forma mais lúdica, que facilite o interesse e aprendizado.

Publicado por

em

Autor: Educamais Brasil

A docente conta que os jovens começaram a despertar interesse pelo seu trabalho


Continua após a publicidade

De que maneira as crianças poderiam entender melhor e ter acesso à Constituição Federal? E se interessar nas leis? Essas foram algumas das perguntas que motivaram a professora de Direito Constitucional, Malu Aragão, a lançar a revista em quadrinhos sobre a Constituição Federal (C.F).

Malu Aragão, que atua na área jurídica há quinze anos, mostrou-se preocupada com o distanciamento da população em relação ao conjunto de normas que regem a sociedade, unificada na C.F de 88. Com isso, a professora criou uma revista com ilustrações, cores e adaptou a linguagem sisuda do regimento a um texto mais didático e fácil de ser compreendido.


Continua após a publicidade

Desenhista J.J. Marreiro e roteirista e idealizador do projeto, Luís Cláudio Braga, Malu Aragão (foto acima)

Em parceria com o desenhista J.J. Marreiro e roteirista e idealizador do projeto, Luís Cláudio Braga, Malu Aragão iniciou a produção da revista. Surpresa com a repercussão entre os adolescentes, ela conta que os jovens começaram a despertar interesse pelo trabalho.

“Nós fizemos uma adaptação para ‘concurseiros’. Mas as crianças começaram a adquirir a revistinha. Ou seja, elas estão apreendendo junto com os pais. Nós não esperávamos que fosse atingir, positivamente, os adolescentes”, conta a criadora, satisfeita com o resultado.

O primeiro exemplar já foi publicado e está disponível para leitura em duas versões: a modalidade digital é ofertada por R$ 6,99, por meio do site do curso Prime, plataforma online que realizou parceria com a docente para a publicação do projeto. Há, também, a versão física, disponível por R$ 10 na sede do curso, na cidade de Fortaleza, no Ceará. A próxima edição da revista será lançada no mês de março. O intuito é lançar 20 edições, formando um almanaque.

Além desse trabalho, a analista judiciária também é protagonista do projeto exclusivamente infanto-juvenil “Seu filho vencedor”. A iniciativa é pautada na disciplina e técnicas para melhorar os estudos, estimulando os estudantes a compreender os conteúdos e não apenas decorar, o que contribui para o processo de formação.

 

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook