educamais
Conectado por

Plural Saúde

Geral

Carros: Confira a lista de cinco lançamentos que devem agitar 2020


Publicado por

em

Quando o assunto é lançamentos, podemos dizer que o ano de 2019 rendeu bem. Chevrolet Onix, com maior dimensão e motores turbo, nova linha de Hyundai HB20 e Toyota Corolla, foram alguns dos principais lançamentos do período. Mas se engana quem pensa que 2020 será morno. O Dia fez uma lista com os cinco lançamentos confirmados para este ano que devem movimentar o mercado.


Continua após a publicidade

O primeiro da lista é nada mais nada menos que o líder no segmento das picapes, o Fiat Strada. Lançado em 1998, o utilitário de entrada, enfim, receberá uma atualização. A novidade é guardada à sete chaves pela Fiat, mas a previsão é que o lançamento aconteça ainda no primeiro semestre. A mudança mais drástica do modelo deve estar no visual. Especulações indicam que a picape adotará elementos de outros modelos da marca. A dianteira será inspirada no Mobi e a traseira deve ter a cara do irmão maior Toro.

A linha 2021 da Strada também promete inaugurar versão com o motor 1.3 Firefly – mesmo de Argo e Cronos – que entrega 109 vc de potência. O propulsor deve aparecer nas versões mais caras. Nas mais em conta, adquiridas majoritariamente por frotistas, a marca deve manter o atual 1.4 Fire de até 88 CV. Os conjuntos poderão vir combinados com a transmissão manual de cinco marchas, mas ainda há esperança de que a marca traga uma variante com a uma nova caixa CVT.


Continua após a publicidade

No quesito dimensões, espera-se que a picape mantenha o entre-eixos na casa de 2,72 m. A medida, no entanto, promete ser melhor aproveitada com a inclusão da primeira versão cabine dupla da Strada, elevando o patamar da picape compacta para o posto de mini-Toro.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

SUV

Depois da picape, o ano de 2020 será marcado por uma enxurrada de SUVs. O primeiro a aparecer será o novo Chevrolet Tracker, que chega montado sobre a mesma plataforma GEM do irmão Onix, além de trazer visual mais robusto. Flagras recentes do SUV mostram o modelo quase 100%sem camuflagem. Com isso, a expectativa é que a primeira aparição deleseja ainda no primeiro semestre.


Continua após a publicidade

Com a adoção da mesma plataforma, outras tecnologias da linha Onix deve ser incorporadas ao SUV. Entre eles, o Wifi a bordo e o estacionamento automático. O motor 1.0 turbo com injeção multiponto também está confirmado no Tracker. Outra motorização possível é o 1.2 turbo de 140 cv.

Para não dizer que ele está igual no quesito tamanho, o Tracker ganha 1 cm de largura (1,79 m), comprimento (4,27 m) e entre-eixos (2,57 m). A altura cai de 1,68 m para 1,60 m. Se confirmado, nesse quesito o trunfo do modelo será o ganho de porta-malas, que promete 390 l, ante os 300 l do atual. O modelo deve ter preço agressivo, abaixo dos R$ 94 mil cobrados pela geração atual.

Outro SUV previsto para 2020, o Ford Territory promete dificultar a vida do Jeep Compass. Ele também pode chegar no primeiro semestre, com motor 1.5 turbo e espaço interno considerável. São 2,71 m de entre-eixos e 420 litros de capacidade no porta-malas. Segundo informações do portal AutoSegredos, o modelo terá três versões: SEL, SEL Plus e Titanium. Os preços ainda são um mistério.

Hatch

Oficializado pela Peugeot no fim do ano passado, a nova geração do 208 é uma das mais aguardadas para 2020. Produzido na Argentina, o modelo dos característicos LEDs em formato de ‘presa’ é esperado para o segundo semestre. O hatch deve ter versões 1.6 e 1.2, ambos aspirados. Ele chegará para brigar de igual para igual com Volkswagen Polo e Fiat Argo. O lançamento é considerado a chance de guinada da PSA no Brasil.

Esportivos
Motor 1.4 TSI de 150 cv, suspensão com calibragem exclusiva e visual mais imponente, esses são os predicados da versão GTS esperada para Polo e Virtus. A configuração esportiva já está sendo faturada para concessionários da Volkswagen e deve ser lançada oficialmente no primeiro trimestre. Os preços devem ser de R$ 89 mil para o hatch e R$ 94 mil para o sedã.
Comentários do Facebook - Comente