Conectado por


Esporte

Bruno Henrique, o “ás” de Jorge Jesus

Publicado por

em

A torcida do Flamengo está absolutamente rendida a Jorge Jesus. A época sob as ordens do técnico português vai ficar marcada na história do time do Rio de Janeiro como uma das melhores já vividas. Jesus alcançou um lugar no “hall of fame” do rubro-negro tanto pelo trabalho desenvolvido quanto pela personalidade singular sobejamente conhecida do outro lado do Atlântico. Elogiado por sua capacidade de potenciar seus atletas ao máximo, Jesus tem demonstrado essa qualidade em solos brasileiros, e Bruno Henrique é decididamente um dos exemplos de jogadores que o comandante tem lapidado ainda mais.

Bruno Henrique está cumprindo seu primeiro ano no Flamengo, mas a chegada do atacante ao time carioca foi anterior à de Jorge Jesus. Em janeiro de 2019, o time do Rio pagou cerca de 24 milhões de reais (mais o empréstimo de Jean Lucas) para assegurar a chegada do jogador que estava no Santos. Abel Braga liderava a equipe na época da chegada do brasileiro de 28 anos que rapidamente começou demonstrando serviço, apontando dois gols em um clássico contra o Botafogo.

O início da parceria

Assim que foi apresentado, Bruno Henrique foi taxativo, apontando a conquista de títulos com sua nova camisa como o principal objetivo para a época. Na altura, o jogador não fazia a mínima ideia de que terminaria a temporada sob as ordens de Jorge Jesus, assim como o técnico luso também nem imaginava que treinaria o Flamengo, afinal, o encontro entre os dois estava a cinco meses de acontecer. Enquanto Jorge Jesus não chegava, Bruno Henrique foi marcando seus gols e fazendo jus ao apelido de “rei dos clássicos”, mas, coletivamente, a situação não era tão positiva, dado que o Flamengo chegou a estar a oito pontos do primeiro posto da tabela classificativa. No entanto, com a chegada de Jorge Jesus, tudo se alterou a nível coletivo, e o rendimento de Bruno Henrique melhorou ainda mais. Em pouco tempo, o Flamengo superou o Palmeiras e passou a ser o principal candidato à conquista do título do Brasileirão.

Os primeiros tempos de Jorge Jesus no Brasil foram marcados por momentos de maior tensão face à cobrança da torcida. As coisas não começaram correndo de forma favorável, mas a virada em cima do Emelec para a Libertadores permitiria à equipe elevar os níveis de confiança. Após passar pelos equatorianos, o “Fla” ainda perdeu por 3 a 0 na Bahia, derrota que já foi esquecida pela torcida devido ao fato de, posteriormente, o time ter emplacado uma incrível sequência de resultados positivos.

Bruno Henrique apontou seu primeiro gol na goleada contra o Góias (6-1), partida lembrada pela matéria do portal UOL, em tarde de estreia de Jorge Jesus no Campeonato Brasileiro, competição cujo favoritismo dos times pode ser verificado na Betway Esportes, casa de apostas esportivas online. De seguida, o jogador viria a reforçar o estatuto de “rei dos clássicos” ao marcar contra Botafogo e Vasco da Gama. Na disputa pela Libertadores, desempenharia um papel preponderante ao apontar dois gols diante do Internacional. Já frente o Grêmio, nas semis, marcaria em ambas as ocasiões, tendo seu ápice em termos individuais correspondido ao hat-trick apontado ao Corinthians (4-1).

Com Gabigol e Bruno Henrique na frente de ataque, o Flamengo viu seus números dispararem do ponto de vista ofensivo e, não ao acaso, na altura em que escrevemos estas linhas, os dois atacantes do Flamengo estavam sendo classificados como, nada mais nada menos, os dois maiores artilheiros da competição. Giorgian de Arrascaeta, contratado em janeiro, é, por sua vez, líder no número de assistências a gol no Brasileirão 2019.

Carreira

Natural de Belo Horizonte, Bruno Henrique estreou no futebol profissional com a camisa do Cruzeiro. Passou por Uberlândia, Itumbiara e Goiás, clube a serviço do qual se destacou em 2015. O salto para a Europa não demoraria para acontecer. Em 2016, viajou para a Alemanha para fechar pelo Wolfsburg e chegou a disputar a Liga dos Campeões, mas sua passagem por ali seria fugaz, com retorno ao Brasil após um ano para assinar pelo Santos. As atuações despertariam o interesse do Flamengo, clube que atualmente o jogador representa. Aos 28 anos, o camisa 27 do rubro-negro já representa a Seleção Brasileira internacionalmente.

Jorge Jesus é a face central do sucesso do Flamengo em 2019, mas os principais times europeus olham com interesse para os jogadores que se destacam no time do Rio de Janeiro. Bruno Henrique e seus gols são um dos marcos que vão estar para sempre ligados a essa campanha. E, certamente, a forma diferenciada por meio da qual festeja seus gols permanecerá para sempre na memória da fervorosa torcida da equipe rubro-negra.