educamais
Conectado por

Plural Saúde

Geral

Vai fazer o Enem? Confira o horário da prova no seu estado


Publicado por

em


Continua após a publicidade

Candidatos de cidades com fuso horário diferente ao de Brasília devem ficar atentos

Faltam 11 dias para a aplicação da primeira prova Enem 2019, que vai ocorrer no dia 3 de novembro. Já a segunda parte do exame está marcada para o dia 10 do respectivo mês. Diante disso, é necessário ter muita atenção, principalmente, porque os portões de acesso aos locais de prova serão abertos e fechados em horários diferentes nos estados brasileiros devido aos fusos horários.


Continua após a publicidade

A programação do exame segue o horário oficial de Brasília. Portanto, candidatos do Amazonas, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima vão realizar as provas até duas horas antes do horário da capital do Brasil.


Continua após a publicidade
Educa Mais Brasil

O Instituto Anísio Teixeira (Inep) também alerta para o acesso à sala de provas, que só será permitido mediante a apresentação de documento oficial de identificação com foto, conforme previsto em edital. O Inep recomenda, ainda, que o participante leve também o Cartão de Confirmação da Inscrição impresso, que já está disponível na Página do Participante e no aplicativo do Enem.

Confira o horário das provas do Enem em cada estado:


Continua após a publicidade

Abertura dos portões às 10h (horário local), com fechamento às 11h:

– Acre

– Amazonas – 13 municípios:

– Atalaia do Norte

– Benjamin Constant

– Boca do Acre

– Eirunepé

– Envira

– Guajará

– Ipixuna

– Itamarati

– Jutaí

– Lábrea

– Pauini

– São Paulo de Olivença

– Tabatinga

 

Abertura dos portões às 11h (horário local), com fechamento às 12h:

 

– Amazonas (com exceção dos 13 municípios descritos acima)

– Roraima

– Rondônia

– Mato Grosso

– Mato Grosso do Sul

Demais estados:

Abertura dos portões – 12 horas

Fechamento dos portões – 13 horas

Início das provas – 13h30

Término das provas – 19 horas

*Com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários do Facebook - Comente

Publicidade

Mais destaques

Facebook